Vice-prefeita de Barcarena relembra histórias e oportunidades na cidade que escolheu para morar

A mineira, natural de Uberlândia, desembarcou no município em 1989 ao lado do falecido esposo Antônio Carlos Vilaça, também mineiro, que mais tarde se tornaria prefeito da cidade

Larissa Costa
fonte

A atual vice-prefeita do município de Barcarena, Cristina Vilaça, está entre os moradores da cidade atraídos pela expansão industrial da década de 80 que produziu muitas oportunidades e que somadas ao cenário de paz e belezas naturais, gerou centenas de barcarenenses por adoção.

VEJA MAIS

image Arquiteto carioca reconstruiu a vida em Barcarena e exalta os privilégios de morar na cidade
Para o arquiteto, todos que têm a oportunidade de desfrutar do acolhimento de Barcarena são verdadeiros privilegiados

image Potencial econômico da cidade de Barcarena atraiu o padeiro Josenaldo e sua família
Hoje, o empresário conta com entusiasmo sobre a sua caminhada empreendedora na cidade que escolheu e que o acolheu

image 'Cauby da Fermatec' escolheu Barcarena e criou raízes através do trabalho
Ele não é de Barcarena, mas compra briga com qualquer um que ousar falar mal da amada cidade que o acolheu

image Nordestina que vive em Barcarena vira personagem de museu
Dona Irene Gomes chegou em Barcarena em 1985 e viveu várias fases na cidade. Hoje sua história está no Museu da Pessoa

A mineira, natural de Uberlândia, desembarcou no município em 1989 ao lado do falecido esposo Antônio Carlos Vilaça, também mineiro, que mais tarde se tornaria prefeito da cidade. “Começamos prestando serviço para a empresa do compadre dele. Depois com chances de começar um negócio nosso, ainda trabalhando pra ele, começamos a comprar ônibus e a fazer transporte de funcionários. Em 1991 já estávamos trabalhando por nossa conta e participando da nossa primeira licitação para a Alunorte”, conta a vice-prefeita.

Em Barcarena o casal se dedicou a vida empresarial no ramo da logística e construção e buscou se estabilizar antes de ter a primeira filha juntos. “Fizemos um pacto de esperar e nos empenhar pelo que acreditávamos ser a nossa chance de futuro, e só depois começarmos nossa família. Nossa primeira filha nasceu em 1993”, relembra. Em Barcarena o casal prosperou e chegou a criar outras empresas com negócios em diferentes municípios como Macapá, Ipixuna e Monte Dourado.

Em Barcarena a família encontrou uma vida que Cristina considera muito boa, dinâmica e diferente. “Uma vida também de novos aprendizados. Até então era a vida profissional do Vilaça que prevalecia, eu deixei o meu lado profissional em segundo plano pra acompanhar ele”, confessa.

Estabelecidos em Barcarena e sem fazer planos de retornar para a cidade de origem a família começou a viver uma das principais transições profissionais, quando Vilaça disputou pela segunda vez as eleições e saiu vitorioso em outubro de 2012, com mais de 62% dos votos como prefeito de Barcarena. “A grande verdade é que sempre nos sentimos em casa, como se fosse este o nosso lugar, até porque é, e nunca trabalhamos um dia pensando em voltar. Sempre acreditamos que estávamos no lugar certo, onde queríamos estabelecer o nosso lar e nossa família. Voltamos ao nosso local de origem apenas para visitar nossos familiares. Aos poucos, muitos vieram se juntar a nós”.

Quando perguntada sobre as principais memórias na cidade, a vice-prefeita cita emocionada: “Nossa empresa, o sítio Silaricas, filhas, netos, a vitória do Vilaça na primeira campanha eleitoral, cada carreata. São momentos vividos da caminhada empresarial e dias de lutas. Porque vivemos muitas coisas, coisas que nem todo mundo sabe e nem todos conhecem, mas tempos de superação!”

image Cristina constituiu família na cidade que a acolheu (Divulgação/ Arquivo Pessoal)

Cristina assumiu a responsabilidade integral pela empresa familiar quando o esposo ingressou carreira política. Vilaça cumpriu quase dois mandatos como prefeito da cidade e deixou o cargo em 2019, ao sofrer um infarto em casa. “Até mesmo o momento da partida do Vilaça foi um momento indescritível quando a gente vê toda uma população se juntar a você na sua dor, amigos, parentes e familiares pra se despedir. É um momento de dor e de amor que não se apaga”, relembra sobre a comoção dos moradores.

A primeira vice-prefeita de Barcarena conta que o cargo que ocupa hoje tem muito a ver com o legado político deixado pelo falecido esposo e que a carreira política não era uma pretensão, e acreditava que seguiria a vida empresarial. “Fui impulsionada pelo legado. O apelo de toda uma população que ansiava para que pudesse haver a continuidade do trabalho dele. Eu acho que eles reconheciam na minha pessoa essa continuidade. Do meu lado fica o senso de responsabilidade, reconhecimento pelo que ele fez, amor pelas pessoas, por todos aqueles que trabalharam junto com ele pra construir os quase 8 anos de gestão. Esse é um sonho que continua. Tentar fazer algo mais por aqueles que estão em Barcarena e nos ajudaram também a construir o que nós conseguimos fazer durante os nossos quase 30 anos de vida aqui”.

Cristina foi eleita vice-prefeita do município em 2020, mesmo ano em que a filha Sinara Vilaça também ingressou carreira política como vereadora. A empresa da família hoje tem a frente Lara Vilaça filha caçula do casal. “Tudo o que realizamos, a nossa vida e família é uma retribuição para Barcarena da vida que encontramos aqui”, resume.

Para o futuro Cristina Vilaça planeja continuar aprimorando seu mandato como vice-prefeita, priorizando políticas voltadas para as mulheres e geração de emprego, renda e qualificação das pessoas. “Vamos implantar o Instituto Antônio Carlos Vilaça em Barcarena, que irá atender mulheres em situação de vulnerabilidade social, possibilitando uma nova realidade para elas e suas famílias. Esse é um sonho antigo meu e do Vilaça, e que hoje me sinto preparada para tornar realidade e seguir adiante com nossa história de transformação de vidas em Barcarena”, anuncia.

 

 

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ