Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Uso indevido da vacina poderá ser denunciado pelo Disque-Denúncia (181)

Redação Integrada

Todos sabem que o início da imunização contra a covid-19, não só no Pará mas no Brasil inteiro, está causando um certo "alvoroço" na poulação. Mas, inicialmente, a vacina só será aplicada em profissionais de saúde que atuam na linha de frente, idosos que vivem em asilos e indígenas aldeados. Veja os grupos prioritários.

No Pará, a quantidade disponibilidade de doses é de 173,2 mil, sendo que dessas, 48.680 serão destinadas exclusivamente a indígenas aldeados. Com isso, 86.200 mil pessoas serão imunizadas com esse primeiro lote de vacinas. Mas, infelizmente, pessoas que não fazem parte de nenhum desses grupos, podem tentar se imunizar e, com isso, prejudicar o andamento da campanha. Por este motivo, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), disponibilizou o Disque-Denúncia (181) para receber informações de vacinação que esteja ocorrendo de forma indevida, em qualquer um dos 144 municípios do Pará.

Reveja a coletiva de imprensa sobre o Plano de Vacinação no Pará

A informação foi divulgada, nesta terça-feira (19), durante coletiva de imprensa do Governo do Estado que encerrou por volta das 9h de hoje. O telefone para Denúncias é o 181, que também podem ser feitas pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Por esse número, é possível enviar áudios, fotos e vídeos para que a Polícia Civil do Pará possa investigar e inibir a vacinação incorreta.

 

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ