Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Trecho da ponte do Rio Anauerá cede e provoca riscos na BR-422, no Pará

Localizada entre os municípios de Cametá e Oeiras do Pará, a ponte de madeira estava comprometida há dias e não suportou a passagem de veículos pesados, segundo moradores da região

João Thiago Dias / O Liberal

Um trecho da ponte do Rio Anauerá, na BR-422, entre os municípios de Cametá e Oeiras do Pará, nordeste do Estado, cedeu na manhã desta terça-feira (19), por volta das 9h. Ao longo do dia, o trecho permaneceu intrafegável. Segundo moradores da região, a estrutura de madeira está comprometida há alguns dias e não suportou a passagem de veículos pesados.

No Facebook, Rafael Vieira, morador de Cametá, compartilhou fotos e vídeo para alertar a população sobre os riscos. Em entrevista ao Grupo Liberal, ele reforçou a denúncia. "A estrutura estava comprometida há cerca de duas semanas. Moro a 500 metros do local e, no exato momento, ia chegando lá no comércio que fica bem pertinho da ponte. Foi uma caçamba que passou carregada com seixo e fez ceder", relatou.

Ponte do rio Anauerá

Ele destacou que a ponte é estratégica para o acesso a vários municípios. "É o principal acesso entre os municípios de Cametá, Oeiras, Baião, Tucuruí, Limoeiro do Ajuru e Repartimento. Através dela que chega a riqueza no município de Cametá. Deus ajudou que esse acidente não foi com ônibus de transporte coletivo, que começa a passar a partir das 5 horas", disse Rafael.

No vídeo divulgado pelo morador, é possível ver o momento em que uma equipe terceirizada do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) estava realizando o reparo da ponte. "No fim da tarde, foi liberado o tráfego, mas a estrutura continua quebrada. Só fizeram um reparo pra passar os carros que estavam lá, tanto de um lado quanto do outro", finalizou.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Oeiras do Pará informou que a ponte do Rio Anauerá está sob a jurisdição do DNIT, que é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Infraestrutura. "Portanto, a manutenção da ponte, assim como a fiscalização dos veículos que transitam nela, não é responsabilidade do município e sim do Governo Federal", pontuou a nota.

A prefeitura também disse que entrou em contato com o DNIT sobre a situação da ponte. "O qual em retorno respondeu que o Departamento já está tomando as providências cabíveis e trabalhando para que essa situação mais breve seja resolvida", detalhou a nota. Já a Prefeitura de Cametá não divulgou nota até o início da noite desta terça.

A reportagem entrou em contato com o DNIT para apurar sobre o reparo e a fiscalização na ponte, mas ainda não houve retorno. Assim que a nota chegar, o texto será atualizado.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ