Mil filhotes de tartaruga são soltos no rio em Marabá

Bando foi solto em rio por praticantes de stand-up paddle em parceria com a Unifesspa

Redação Integrada com informações do G1 Pará

Em Marabá, sudeste do Pará, cerca de mil filhotes de tartaruga-da-amazônia e tracajás foram soltos no rio Tocantins. A ação ocorreu no fim de semana.

A soltura contou com a ajuda de um grupo de voluntários que pratica stand-up paddle. Em pé nas pranchas, o grupo fez o passeio remando às margens da orla de Marabá.

De acordo com o projeto Quelônios do Tocantins e Itacaiúnas, que realizou a ação de soltura, as espécies de tartaruga devem chegar a fase adulta com aproximadamente cinco anos, quando retornam para o período de desova.

Segundo o projeto, estima-se que apenas a metade dos animais cheguem na fase adulta, por conta do grande ataque de predadores que atacam ovos, filhotes e tartarugas adultas.

O projeto Quelônios do Tocantins e Itacaiúnas é coordenado pelo Núcleo de Educação Ambiental da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), com apoio da Prefeitura de Marabá e tem como objetivo promover a educação ambiental nas comunidades ribeirinhas e a recuperação das espécies de tartaruga.

A tartaruga-da-amazônia (Podocnemis expansa) é um quelônio de água doce que habita o rio Amazonas e alguns afluentes dele com espécies registradas nas Guianas, Colômbia Peru, Equador, Bolívia e Venezuela, além do Brasil.

A espécie tem diversos nomes ao longo do rio, principalmente entre as populações indígenas, sendo comumemente chamada de araú e jurará-açu.

A tartaruga é essencialmente aquática e aparece tanto em sistemas de rios de águas brancas e claras como em águas pretas. Durante os períodos de enchente, costumam adentrar as florestas inundadas em busca de alimentos. Na vazante, retornam à calha dos rios em busca das praias arenosas para nidificação.

A tartaruga-da-amazônia é uma espécie de grande porte, considerada o maior quelônio da América do Sul. Os maiores exemplares podem alcançar 90 cm de comprimento ou mais e pesar até 75 kg. 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ