Mais de 66 mil terão o título de eleitor cancelado no Pará. Ananindeua encabeça a lista.

Eleitor irregular fica sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 3,51 por turno faltante

Redação Integrada

Mais de 66 mil eleitores terão o título eleitoral cancelado em todo estado do Pará. O motivo é a falta de regularização do documento, referente às Eleições Gerais de 2018. Segundo o balanço do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, é o que apresentou o maior número de cancelamentos.

Na última segunda-feira (6), terminou o prazo para a regularização do título, porém, 66.837 eleitores não compareceram diante à Justiça Eleitoral para sanar a pendência. Desde total, 4.263 são eleitores de Ananindeua, o segundo maior colégio eleitoral do Estado. Em seguida vem Marabá, com 3.412; Parauapebas, com 2.813; Santarém, com 2785 e Itaituba, com 2.584.

A orientação da Justiça Eleitoral é de que quem estiver nesta situação, deve procurar o cartório eleitoral da sua cidade e preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE), apresentando o documento de identificação com foto e um comprovante de residência atualizado. O eleitor também fica sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 3,51 por turno faltante. Cada turno é considerado uma eleição.

A Justiça Eleitoral ainda reforça que, o título de eleitoral precisa estar regular para que o cidadão fique em dia com outros documentos, como passaporte. A regularidade do título também é exigida para: a obtenção de empréstimos em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo; a inscrição em concurso público, a investidura e a posse em cargo ou função pública; a renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e a prática de qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou Imposto de Renda, entre outros.

Dia 31 encerra recadastramento biométrico em Marabá

Desde novembro 2018, o TRE está realizando o recadastramento biométrico obrigatório em Marabá. Mas, no município, ainda faltam mais de 40 mil eleitores realizar o processo. Atualmente, Marabá tem 56.152 eleitores aptos a votar. O prazo final encerra no dia 31 de maio e os postos de atendimento apresentam baixa procura dos eleitores.

O TRE ressalta que, quem ainda não fez o recadastramento biométrico corre o risco de enfrentar grandes filas se deixar para os últimos dias. Quem perder o prazo e não fizer o registro das impressões digitais terá o título de eleitor cancelado, perdendo o direito de votar nas eleições municipais de 2020. Na cidade há três postos de recadastramento: na Praça São Francisco, no Fórum Eleitoral e no Shopping da cidade.

Postos de Atendimento e horários:

Fórum Eleitoral - Folha 16, VP3, Quadra 36, Lote 10, Nova Marabá. O atendimento é de segunda a sexta das 8h às 16h da tarde. Sábado e domingo, o atendimento vai até às 14h.

Posto de atendimento da Praça São Francisco - AV. São Francisco, Nº. 2233 - Cidade Nova. O atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 16h.

Shopping Pátio Marabá - AV. Transamazônica, o atendimento é de segunda a sábado, de 12h às 21h.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!