Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Incêndio em Hospital de Marabá deixa servidores e pacientes aterrorizados

Pacientes foram levados em macas e cadeiras de rodas para área externa do hospital e o cenário foi de caos

Tay Marquioro

No início da tarde desta quinta-feira (28), um incêndio tomou conta do gerador do Hospital Municipal de Marabá. Embora as chamas tenham ocorrido em uma área distante do pronto socorro e leitos, todo o hospital teve que ser evacuado às pressas por conta da fumaça que tomou conta das dependências. Pacientes foram levados em macas e cadeiras de rodas para área externa do hospital e o cenário foi de caos. 

Os pacientes de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Unidade de Cuidados Especiais (UCE), considerados mais graves e que necessitavam de cuidados mais específicos, foram transferidos em ambulâncias para outros hospitais. Outros pacientes continuaram por horas no corredor externo aguardando o restabelecimento da energia elétrica no prédio.

• Repórter de Marabá mostra pacientes do hospital de Marabá aguardando atendimento; assista

A dona de casa Mirian Santos foi uma das pessoas que viu de perto todo o incidente. Desde o último domingo (24), ela acompanha a sogra, que teve um acidente vascular cerebral e aguardava um leito. “Todo mundo teve que sair correndo, né? Viemos aqui para fora para aguardar a transferência para o Hospital Regional. Foi assustador, eu estou com as pernas tremendo até agora”, contou a acompanhante. “Foi difícil, eu nunca tinha visto uma coisa dessas”.

Enquanto não havia ao certo a informação de onde era o incêndio, o pânico só aumentava.

Várias testemunhas relataram a tentativa desesperada de pessoas tentando tirar os parentes do hospital. “Na hora do incêndio, não queriam deixar a gente ver ela. Aí nós forçamos a porta, entramos e a fumaça já tinha tomado conta da sala. Tivemos que discutir com médicos e enfermeiros para que ela fosse tirada dali. Depois começaram as transferências e ela foi levada para o Regional”, relatou Claudilene Pereira, que acompanhava a mãe, intubada desde o final de semana. “Sem energia, não tinha como mantê-la aqui”.

O médico Luiz Sérgio Matos, diretor geral do HMM, garantiu que, apesar do pânico, os pacientes não tiveram qualquer prejuízo. “O fogo foi na área externa, então não houve nenhum dano para o hospital ou para o paciente. Isso ocorreu em virtude de uma falta de energia e o gerador liga automaticamente. Por conta de uma provável sobrecarga, houve uma explosão e consequentemente as chamas na área externa”, explicou.

Segundo o diretor, a equipe do hospital optou pela transferência de pacientes em estado mais delicado e os demais permaneceriam no HMM. “Acionamos todas as unidades de saúde com leitos que pudessem receber nossos pacientes mais graves. Só o hospital regional liberou 10 leitos de UTI e cinco leitos de Enfermaria. Nós temos nesse momento mais de 10 unidades móveis trabalhando no transporte desses pacientes, além de exército e bombeiros. No Hospital de Guarnição de Marabá, foram disponibilizados oito leitos e, no Hospital Materno Infantil, mais quatro leitos e isso é o suficiente para garantir o atendimento aos pacientes”, afirmou.

Prefeitura de Marabá

Em nota, a Prefeitura Municipal de Marabá informou que o incêndio começou por volta das 14 horas. Ainda segundo a prefeitura, inicialmente, funcionários da manutenção do hospital tentaram conter o fogo com extintores. Os bombeiros chegaram rapidamente, contiveram as chamas e depois continuaram o processo de resfriamento do local, evitando que as chamas avançassem para outros setores, como o arquivo.

A nota também detalhou que pacientes da UTI e UCE contam com equipamentos que têm bateria e, portanto, com certa autonomia de funcionamento, o que permitiu a transferência de todos. Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, a direção do hospital vai solicitar ao Corpo de Bombeiros a elaboração do laudo que vai apontar as causas do incêndio.

Equatorial Pará

Já a Equatorial Pará emitiu nota afirmando que a falta de energia elétrica no Hospital Municipal de Marabá, “foi motivada por defeito interno, cuja manutenção é de responsabilidade da equipe de eletricistas do Hospital”. Assim, o gerador da casa de saúde foi acionado e entrou em curto-circuito, causando o incêndio.

Ainda segundo a concessionária de energia, por motivo de segurança, as equipes da distribuidora estiveram no Hospital e desenergizaram parte das instalações para que o Corpo de Bombeiros pudesse apagar as chamas. A empresa manteve uma equipe de plantão no HMM para aguardar a conclusão da manutenção interna do sistema elétrico e para restabelecer o fornecimento de energia total no local, o que só aconteceu às 18 horas.

VEJA MAIS

Em Marabá, aumento de casos de covid-19 preocupa autoridades
Quem procura por atendimento médico no Hospital Municipal de Marabá, no sudeste do estado, já sente na pele os impactos do aumento de casos de Covid-19 na cidade

Marabá: Hospital Regional conta com novo setor de hemodinâmica
De acordo com informações da direção, o Hospital Regional do Sudeste do Pará é referência para uma área de 22 municípios, o que significa mais de 1 milhão de habitantes da região

Com vacinas prestes a vencer, Marabá diminui idade para a 4ª dose contra a covid-19
Pessoas a partir de 30 anos já podem tomar a 4ª dose; postos de saúde ficam abertos até as 22h

Marabá pode perder mais de 10 mil doses de vacina contra a Covid-19
Nesta sexta-feira (29), milhares de imunizantes da fabricante Pfizer perderão a validade e podem ser descartados se a procura não aumentar

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ