Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Governo do Pará determina novas medidas de combate à covid-19; confira

Representantes de várias áreas da Saúde no Pará falam sobre o cenário da luta contra a pandemia no Estado. Secretário adjunto da pasta admitiu, inclusive, que o Estado atravessa por uma terceira onda de covid-19

O Liberal

O Governo do Estado apresenta, nesta tarde desta sexta-feira (21), novas medidas para combate a pandemia de covid-19 no Pará. Afinal, segundo o secretário adjunto da Saúde paraense, Sipriano Ferraz, o Pará está atravessando por uma terceira onda de contaminação doença.

Vacinação protege contra casos graves

Sipriano, no entanto, contou que houve mudança no cenário epidemiológico, diferente das ondas anteriores: agora, o estado tem mais de 70% das pessoas vacinadas com duas doses. Entre as causas para a terceira onda estaria a presença da variante Ômicron do coronavírus, que criou novas crises de covid-19 na Europa. Porém, oficialmente, não há nenhuma confirmação. A hipótese parte do fato do cenário nacional de contaminação e o ritmo de contágio também no Pará.

Ainda conforme Sipriano, a primeira onda de propagação do novo coronavírus registrou uma taxa de letalidade de 4%. A segunda onda teve 3,4% e esta que está sendo chamada como terceira onda está com 1%.

Secretário adjunto admite terceira onda de covid-19 no Pará e possibilidade de variante Ômicron
"Após festas de final de ano, vivemos um momento totalmente diferente", diz Sipriano Ferraz

Já Denilson Feitosa, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), contou que, de todas as pessoas internadas em leitos de covid-19 do Pará, 94% não estão em dia com a vacinação. 

Sespa: 94% dos internados nas UTIs do Pará não estão em dia com a vacina
A taxa de letalidade, devido ao avanço da vacinação, teve queda nas comparações entre os diferentes períodos de crise da pandemia desde 2020

Casos de covid-19 no Pará vão diminuir?

Ao passo que os últimos dias foram marcados pela velocidade com que a covid-19 passou a infectar grande número de pessoas, a taxa de ocupação de leitos tem tendência de queda para as próximas duas semanas.

A previsão foi relatada pelo presidente da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), Marcel Botelho, que se uniu ao apelo geral das autoridades para que a população se vacine e valorize o passaporte vacinal para entrar nos estabelecimentos comerciais.

Ocupação de leitos para covid-19 no Pará deve diminuir em duas semanas, estima a Sespa
Vacinação deve ser o foco das ações e secretário de Saúde pede que população vacina as crianças e tome doses de reforço

Acabaram os testes de covid-19 no Pará?

Diante da procura por testes, o Governo do Pará iniciará uma grande ação de testagem em massa de covid-19. A expectativa é de que 20 mil testes sejam feitos diariamente, de forma gratuita. 

Pará terá mais de 20 mil testes de covid-19 por dia a partir de quarta-feira (26/01); entenda
Ação de testagem em massa deve ocorrer em parceria com instituições de saúde e de ensino

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ