Governo do Estado discute projetos para amenizar problemas causados pela queda da ponte do Rio Moju

Planos discutidos em reunião devem ser apresentados na segunda-feira (15)

Redação integrada

Para amenizar o problema causado pela queda da ponte sobre o Rio Moju e conhecer projetos que deem suporte ao tráfego de veículos, representantes de órgãos estaduais envolvidos nas ações emergenciais reuniram-se na sala de situação do Corpo de Bombeiros, em Belém, neste domingo (14).

Uma das propostas foi a criação de rampas para embarque e desembarque de balsas para desafogar o fluxo nos portos que atualmente prestam o serviço. O plano deve ser entregue até a segunda-feira (15), junto a um relatório final do projeto na Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos (Arcon). A Agência deve analisar itens como tempo de trajeto, segurança e tempo de construção.

A análise então seguirá para a Capitania dos Portos, onde as especificidades técnicas serão analisadas levando em consideração a segurança na navegação.

As ações integradas resultaram na implantação da travessia de balsa entre Belém e Barcarena que a partir de segunda-feira poderá ser feita também pelo Porto de Icoaraci, como informou OLIBERAL.COM.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!