Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ex-sargento e coronel da PM são denunciados por falsidade ideológica e falsificação de documentos

Gildson dos Santos Soares já responde pelo assassinato de uma mulher em Santarém; Andrea Keyla Leal Rocha foi afastada do Comando de Policiamento Ambiental

O Liberal

A 2ª Promotoria de Justiça Militar, do Ministério Público do Pará, denunciou o ex-sargento da Polícia Militar, Gildson dos Santos Soares, e a coronel da reserva, Andrea Keyla Leal Rocha, afastada do Comando de Policiamento Ambiental (CPA), pelos crimes de falsidade ideológica e falsificação de documentos.

Entre as acusações apontadas pelo Ministério Público, estão a venda de vagas para a 1ª Companhia de Policiamento Ambiental (1ª Cipamb), no município de Santarém, no oeste do Pará, ameaças de morte, assédio moral e tortura. As denúncias foram oferecidas, respectivamente, nos dias 14 e 20 deste mês. A Vara Única da Justiça Militar do Pará ainda não se manifestou sobre a denúncia. As informações são do O Estado Net.

VEJA MAIS

Ex-sargento da PM tem habeas corpus negado pela Justiça no Pará
O ex-sargento da Polícia Militar Gildson dos Santos Soares é acusado de matar uma mulher e tentativa de homicídio contra outras cinco pessoas

Polícia Militar expulsa 2º Sargento da corporação, em Santarém, 'a bem da disciplina' 
Decisão é da Corregedoria-Geral da PM em razão do assassinato de uma mulher e tentativa contra outras duas pessoas e ferimento de uma terceira, em dia de folga, em 2018

Justiça determina afastamento de coronel e prisão de sargento da PM por série de crimes em batalhão
Entre as acusações, estão venda de vaga para a 1ª Companhia de Policiamento Ambiental (CIPAMb) no município de Santarém, ameaças de morte, assédio moral, falsificação de documentos e tortura.

Policiais afirmaram em depoimentos que foram cobrados para pagar pelas vagas oferecidas por Gildson, que seriam abertas na companhia a partir das transferências de antigos membros. Já Andrea, segundo as investigações do MP, chancelava as investidas do sargento e decidia pelos militares que ficavam subordinados ao seu comando.

VEJA MAIS

Sargento da PM acusado de matar uma mulher e atentar contra a vida de outras cinco pessoas é transferido para Belém
Crime aconteceu em junho de 2018, em Santarém

Sargento da PM é alvo de atentado em Santarém, no oeste do Pará
Dupla em uma motocicleta disparou diversos tiros contra veículo do PM Gilson, atualmente lotado na 1ª Companhia Independente de Policiamento Ambiental (Cipamb)

PM é absolvido de acusação de comércio ilegal de armas e munições em Santarém
Jdiciário alegou que o MP não conseguiu provar a culpa de Gildson dos Santos Soares nem de outros quatro réus citados no processo

Gildson dos Santos já está preso no Centro de Recuperação Coronel Anástacio das Neves (CRCAN), em Belém, por quebra de medidas cautelares, após supostos indícios de porte de arma de fogo. Ele é acusado de matar uma mulher no bairro de Santarenzinho, em Santarém, no dia 28 de junho de 2018, além de tentativa de homicídio contra outras cinco pessoas.

Por nota, a Polícia Militar informou que "...cumpriu todas as determinações do Poder Judiciário e segue acompanhando o caso por meio da Corregedoria. A Corporação ressalta que não compactua com desvios de conduta por parte dos seus agentes".
Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ