Enem teve locais de prova sem luz e ocorrências com celulares no Pará

Segup divulgou balanço da Operação Enem: exame se deu em 700 escolas do Estado

Redação integrada de O Liberal

A ação coordenada em todo o País pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para dar apoio ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos diversos estados transcorreu dentro da normalidade e com poucas ocorrências ao longo deste domingo (3), confirmou na manhã desta segunda-feira (4) a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup). A Operação Enem, destinada a cobrir a primeira fase do exame, teve ações  acompanhadas em tempo real pelo Centro Integrado de Comando (CIC), nas dependências do Centro Estadual Integrado de Inteligência (Ceei), em Belém.

Segundo o governo do Pará, a chamada operação reversa, que faz a escolta dos cartões respostas para os espaços onde o material fica armazenado, foi concluída às 23h. "Todas as informações reunidas no CIC foram repassadas ao Comando Nacional, por meio do Sistema Cortex", informou a Segup.  

A Segup diz que participaram da operação 5.374 agentes, utilizando um total de 1.042 viaturas. "Estiveram ainda presentes no CIC representantes de diversas instituições, como Correios, Exército, Polícias Civil e Militar, Departamento de Trânsito (Detran), Guarda Municipal, Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Celpa e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), além do Grupamento Aéreo e Fluvial de Segurança Pública".

Fechamento de portões no IFPA de Belém foi tranquilo (Ary Souza)

A Operação Enem tinha o objetivo de garantir a segurança na entrega dos malotes até os locais de prova, durante a realização do exame, dispersão dos estudantes e na logística reversa dos cartões respostas nos 75 municípios paraenses onde o certame foi aplicado. No próximo domingo (10), todas as ações serão realizadas novamente.

"Do início ao fim, a segurança foi mantida por todos os órgãos envolvidos que, de alguma forma, participaram do evento, a fim de que os candidatos pudessem fazer a avaliação sem problemas", ressaltou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

Faltou energia em duas escolas


Uma queda de energia foi registrada na Escola Estadual Domingos Acatauassu, no bairro do Marco, em Belém. A pane se aconteceu antes mesmo do início das provas. O problema interno, no quadro geral da instituição, foi solucionado em uma hora.

Na cidade de Novo Progresso, na Escola Municipal Tancredo Neves, onde o certame foi realizado, também houve queda de energia. O serviço foi restabelecido em "poucas horas", disse o governo.

No município de Parauapebas, na Escola Municipal Luiz Magno, uma pessoa foi detectada portando um celular no banheiro, sendo encaminhado para a Delegacia de Polícia local, onde foi registrado um boletim de ocorrência em decorrência da atitude suspeita. O candidato foi imediatamente desclassificado.

Na cidade de Castanhal, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Madre Maria Vigano, um aluno foi flagrado com um fone de ouvido bluetooth. O próprio estudante assinou o termo de eliminação e se retirou do local. Já em São Miguel do Guamá, na Escola Municipal Licurgo Peixoto, um candidato foi pego com uma folha de caderno junto ao cartão resposta e também assinou o termo de desclassificação. Na mesma cidade, na Escola Frei Miguel de Bulhões, um celular que estava guardado dentro do bolso organizador transparente, embaixo da carteira, tocou e o candidato também foi eliminado.

"Foram aproximadamente 700 escolas onde as provas foram realizadas e com algumas ocorrências que não atrapalharam a aplicação do exame e o desenvolvimento da operação", avaliou o coordenador do Centro Integrado de Comando no Pará, coronel Alexandre Mascarenhas, para quem o primeiro dia de operação do certame teve saldo positivo.

No Pará, são 64 os pontos onde as provas e cartões respostas são guardados, entre unidades dos Correios e quartéis do Exército. A operação teve início no Estado ainda no final de setembro. Os participantes do Enem 2019 tiveram 5h30 para concluir a avaliação neste domingo, com 90 questões, além da redação. Foram mais de 5 milhões de provas, distribuídas para 10.133 locais de aplicação, em 1.727 municípios brasileiros, segundo o Inep.

Chegada a local de prova em Belém: exames se repetem domingo (Ary Souza)

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!