Em Marabá, portões fecham com eleitores ainda esperando na fila

Em alguns locais de votação, espera dos eleitores chegou a ser superior a quatro horas e sobraram reclamações

Tay Marquioro

Em um primeiro turno de grande procura do público, o eleitor marabaense encontrou escolas lotadas, filas e reclamações. Como resultado, os portões foram fechados as 17 horas ainda com eleitores no local de votação, o que, segundo a equipe do cartório eleitoral local, pode indicar um baixo número de abstenções.

Quem deixou para votar no turno da tarde, teve que abusar da paciência em uma espera que, em alguns lugares, chegou a ser superior a quatro horas. “Eu entrei na fila por volta das 14 horas e só agora consegui votar. Em outros anos, nunca tinha visto uma demora como essa”, diz a pedagoga Polyana Adégas, que deixou a seção eleitoral às 18h12.

A Escola Estadual Anísio Teixeira é a que tem maior número de seções e teve movimentação intensa desde as primeiras horas da manhã. O aposentado Jozino Batista não quis deixar para depois e foi um dos que chegou na escola antes mesmo dos portões abrirem. “Eu gosto de sair cedo de casa para resolver cedo e voltar para casa. Acho muito importante enquanto eu puder votar eu estou votando”, disse o eleitor.

Outro ponto que chamou atenção próximo aos locais de votação foi a quantidade de sujeira acumulada por materiais gráficos, como santinhos com número de candidatos. “Está uma nojeira. Toda escola que a gente passa na frente eu vejo que está na mesma situação e todo ano eleitoral acontece a mesma coisa”, afirma revoltada a enfermeira Carmen Lúcia Gurjão.

No geral, essa foi uma eleição considerada relativamente tranquila. De acordo com a Polícia Civil, três pessoas foram flagradas fazendo campanha de ‘boca de urna’. Nessas ocorrências, foram lavrados termos circunstanciais de ocorrência e os suspeitos foram liberados. No Disque Denúncia do Sudeste do Pará, foram registradas outras denúncias, como venda de bebida em desrespeito à ‘Lei Seca’ e problemas de acessibilidade para pessoas com deficiência nas seções eleitorais.

O cartório eleitoral de Marabá responde por 300 seções eleitorais e mais de 185 mil eleitores eram esperados para votar neste domingo (2). As zonas eleitorais de Marabá compreendem também seções nos municípios de Bom Jesus do Tocantins e Nova Ipixuna, além das aldeias da Terra Indígena Mãe Maria.  

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ