CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Dermatologista alerta para os cuidados com a pele no verão amazônico

Uso de protetor solar, horários e tempo de exposição ao sol são algumas delas; confira

O Liberal
fonte

O chamado verão amazônico, como é conhecido o período de calor intenso na região Norte, está se aproximando e os cuidados com a saúde, principalmente da pele, devem ser redobrados, já que a combinação de altas temperaturas e umidade pode levar a problemas dermatológicos. 

A professora do curso de pós-graduação em Dermatologia da Afya Educação Médica, em Belém, Yandra Einecke, reforça que medidas preventivas são fundamentais para evitar problemas de pele. Ela destaca que entre as doenças que mais preocupam está o câncer de pele, que tem relação direta de incidência com o excesso de exposição solar. 

VEJA MAIS

image Como escolher protetor solar para usar no verão? Descubra qual é o melhor para sua pele
A proteção solar é essencial para prevenção de envelhecimento precoce, manchas e câncer de pele em todas as estações do ano


image Verão 2024: começa a busca por produtos moda praia em Belém
Tendência é que o movimento intensifique ainda mais após as festividades juninas

Além do câncer, a professora destaca que outras doenças podem surgir ou ser agravadas pela exposição solar sem proteção, como queratoses actínicas (lesões pré-cancerígenas), melasma, fitofotodermatose (a famosa queimadura pelo limão) e queimaduras solares. “São todos problemas que podem ser evitados com cuidados básicos ao longo de toda a vida”, reforça. 

Segundo Yandra Einecke, 33% dos diagnósticos de câncer, no país, estão relacionados à pele. Alguns sinais, diz ela, são alertas de que a pessoa deve procurar um médico dermatologista para avaliação. São eles: lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente; uma pinta preta ou castanha que muda a cor e textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho; ou uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer, apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Prevenção – Entre os cuidados preventivos que devem ser reforçados no verão amazônico estão o uso de protetor solar. O filtro solar, de acordo com a professora da Afya, deve ser aplicado diariamente e não apenas em momentos de lazer. A orientação é observar na embalagem do produto se protege contra os raios UVA e UVB. 

Outra recomendação é aplicar o protetor 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva, distribuindo uniformemente em todas as partes do corpo. “Muitas vezes as pessoas esquecem regiões como as mãos, orelhas, nuca e pés, e são áreas típicas de queimadura solar. Também é importante lembrar de reaplicar o protetor a cada duas horas. Porém, esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou se entrar na água.  Para as crianças, o indicado é o uso do filtro solar a partir dos seis meses de idade, utilizando sempre um produto adequado para peles sensíveis”, explica. 

image Verão 2024: começa a busca por produtos moda praia em Belém
Tendência é que o movimento intensifique ainda mais após as festividades juninas


image Salinas, no Pará, está entre as 10 praias mais hospitaleiras do Brasil, aponta pesquisa
Ranking foi formado por meio de votações de usuários brasileiros de uma plataforma de aluguéis temporários, a Airbnb

 

As barreiras físicas também são uma excelente alternativa para se proteger do sol. Portanto, a recomendação é usar chapéu, óculos escuros, blusas de manga comprida, de preferência com fator de proteção ou de algodão, porque bloqueiam melhor a passagem de raios solares. Também é necessário evitar a exposição solar entre 10h às 16h. 

Yandra Einecke acrescenta, ainda, que é preciso redobrar a hidratação corporal por dentro e por fora. “A dica é aumentar a ingestão de líquidos, como água, suco de frutas e água de coco. Além disso, aplicar diariamente um bom hidratante, que ajuda a manter a quantidade adequada de água na pele”, frisa. 

Cursos– Em Belém, a Afya Educação Médica oferece mais de 70 opções de cursos de educação continuada. Entre as pós-graduações disponíveis estão Pediatria, Dermatologia, Cardiologia, Ginecologia, Endocrinologia, Ultrassonografia, Medicina Intensiva, Gastroenterologia, Clínica da Dor e Psiquiatria na Infância e Adolescência. 

Os médicos interessados em cursar pós-graduação podem tirar dúvidas pelo número (91) 99292-0874 ou pelo site educacaomedica.afya.com.br.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱

Palavras-chave

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ