Confusão marca manhã de votação em Castanhal

Eleitores reclamaram de falta de organização e longas filas em várias seções

Patrícia Baía

O servente Francisco Lima, de 45 anos, chegou as 7h da manhã na Escola Estadual José João, localizada no bairro da Saudade, em Castanhal. Após aberto os portões demorou cerca de 40 minutos para conseguir votar. “Eu sempre voto bem cedo, mas não achei que ia demorar tanto para chegar a minha vez. Agora vou voltar pra casa mais tranquilo com o meu dever de cidadão cumprido”, disse.

Dona Maria do Nascimento, de 69 anos, chegou as 8h e está preocupada com o tamanho da fila para votar. “Eu sempre faço questão de acordar bem cedo para ser uma das primeiras a votar, mas dessa vez eu me atrasei e agra estou nessa fila. Acho que vai demorar bastante", disse.

A Escola José João conta com 14 seções onde votam mais de seis mil eleitores. E já nas primeiras horas do domingo os leitores que chegam ao local encontram uma grande quantidade de santinhos espalhados pela frente do local de votação. “Estou decepcionado. Isso precisa acabar. Não tem necessidade de sujar as ruas com esse material. Será que os candidatos acham que irão ganhar voto jogando seus santinhos pelas calçadas? “, disse a professora Maria da Penha, de 55 anos. 

Castanhal é o 5º maior colégio eleitoral do Pará com um total de 120 mil eleitores aptos a votar. O município corresponde a 40° e a 50° seções eleitorais, assim como os Santa Maria do Pará, Inhangapí e São Domingos do Capim.

MAIS LIDAS

Eleições 2022: Eleitorado aumentou 11% no Pará
Sessão ordinária do Tribunal Regional Eleitoral acompanhará votação até o fim do dia

PRF inicia Operação Eleições 2022 no Pará
Ação pretende garantir a fluidez do trânsito nas rodovias federais do Estado e combater práticas eleitorais ilícitas

Confusão 

Tumulto e até uma prisão foi registrada na Escola Jean Piaget, no bairro do Estrela, onde votam cerca de 2 mil pessoas. A Polícia Militar foi chamada para conter os ânimos dos eleitores que estavam do lado de fora da escola e não estavam conseguindo entrar. 

O local estava lotado e o portão teve que ser fechado por alguns minutos. Doze seções eleitorais que funcionavam na Escola Estadual Lameira Bitencurt, passaram para a Escola Jean Piaget. “Nós estamos aqui no desde as 9h30 da manhã e quando chega na nossa vez os portões foram fechados. Deveriam ter organizado melhor ou colocado em outro local maior. Essa escola é pequena para o tantos eleitores que estão vindo do Lameira”, disse o universitário Humberto Damasceno. 

Por volta das 10h30 uma outra confusão foi registrada. Uma mulher discutiu com uma das mesárias da Escola Jean Piaget e ainda tentou filmar a confusão. A mesária acionou a juíza eleitoral que deu voz de prisão a mulher. A mesária foi até a delegacia do Centro de registar ocorrência e mulher foi levada presa.

 

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ