Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Autoridades lamentam a morte de Sebastião Tapajós

O corpo do artista está sendo velado neste domingo (3), na Casa de Cultura, em Santarém

O Liberal

Autoridades e políticos paraenses lamentaram a morte do compositor e violonista Sebastião Tapajós, 79 ano, que faleceu em decorrência de um infarto, neste sábado (2), em Santarém.  

Por meio das redes sociais, o Governador do Estado, Helder Barbalho, decretou luto oficial de três dias em tributo ao artista. 

“Acabo de receber a triste notícia do falecimento de Sebastião Tapajós. Nascido em Alenquer, foi considerado um dos maiores violonistas do mundo. Meus profundos sentimentos à família e amigos de nosso eterno Tião!”, escreveu Helder Barbalho em um post no Twitter. 

VEJA MAIS

No palco o violonista Sebastião Tapajós, falecido na noite deste sábado (2), recebeu sua última homenagem Corpo do músico está sendo velado no palco da Casa de Cultura de Santarém

Governo do Pará decreta luto oficial de 3 dias pela morte do violonista Sebastião Tapajós A informação foi compartilhada nas redes sociais do Governador Helder Barbalho.

Governo do Pará decreta luto oficial de 3 dias pela morte do violonista Sebastião Tapajós A informação foi compartilhada nas redes sociais do Governador Helder Barbalho.

Luto! Violonista Sebastião Tapajós morre em Santarém aos 79 anos Músico estava internado em um hospital vítima de um infarto. Ele chegou a ser encaminhado para o setor de reanimação, mas não resistiu

Em uma emocionante publicação, a Secretária de Cultura do Estado, Ursula Vidal relembrou a última vez que encontrou o violonista. "Tião tava com aquele olhar de menino que não tem pressa, que sabe que tocar, compor, pescar e amar sua gente e seu lugar são as coisas mais preciosas da vida. Sebastião encantado de encantaria de rio e de floresta deu a volta ao mundo e voltou pra beira de seu Tapajós, onde nasceu dentro de uma embarcação e onde embarcou para a terra do sempre, quando nos deixou nessa saudade estranha, porque a ficha ainda não caiu e o ar tá pesado de um silêncio esquisito, nesse domingo sem a vibração das cordas de seu violão", escreveu. 

O Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, descreveu Sebastião Tapajós como “um gênio da arte”. “Tristeza imensa saber da partida de Sebastião Tapajós. Um gênio da arte, um dos mais importantes músicos do Pará e do Brasil, reconhecido mundialmente por sua belíssima obra. Uma grande perda para a humanidade. Deixo minha solidariedade aos seus familiares e amigos”, disse.

Em homenagem ao violonista, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Francisco Melo (Chicão), destacou que Sebastião Tapajós será sempre lembrado. “Sebastião Tapajós deixa um grande legado para a arte e cultura regional e brasileira, era um violonista e compositor singular. Com o seu violão cantou e enalteceu as belezas do nosso Pará em várias partes do mundo, portanto ele foi e sempre será lembrado por sua arte regional e universal”, declarou. 

Para o Presidente da Câmara de Belém, vereador Zeca Pirão, o Pará perde um dos seus maiores músicos. “Essa leva de doenças que estão acontecendo no mundo todo tem nos tirado pessoas brilhantes. Sebastião fazia parte da nossa música, levada o nome do nosso Estado por todo o Brasil e pelo mundo. Sem dúvida é uma perda muito grande”, afirmou.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ