Vladimir Putin determina 10 anos de prisão a soldado que fugir da guerra

Os soldados russos que se opuserem a lutar, desobedecer a ordem ou se render ao inimigo poderão sofrer duras penas

O Liberal
fonte

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, determinou 10 anos de prisão aos soldados que se recusaram a lutar na guerra da Ucrânia. A lei foi assinada no  sábado (24) pelo líder russo e obriga todos os reservistas a se apresentarem para o combate. Os soldados russos que se opuserem a lutar, desobedecer a ordem ou se render ao inimigo poderão sofrer duras penas.  Essa determinação já havia sido aprovada pelo parlamento russo durante a semana.

VEJA MAIS

image Papa se manifesta e chama de ‘loucura’ o uso de armas nucleares na Ucrânia
O pronunciamento do religioso é uma resposta ao presidente russo, Vladimir Putin, que alertou o Ocidente sobre a possibilidade de usar os armamentos para defender a Rússia

image Na ONU, Biden diz a Putin: 'Não se pode vencer em uma guerra nuclear'
Após ameaça de presidente russo de usar armas nucleares, líder norte-americano reage na Assembleia das Nações Unidas

image Vendas de passagens para sair da Rússia disparam após anúncio de convocação de reservistas
Pronunciamento do presidente Vladimir Putin levantou temores de que homens em idade para lutar sejam impedidos de sair do país

Ainda no sábado (24), Putin anunciou a substituição do seu mais alto comandante militar para questões logísticas. "O general Dmitri Bulgakov foi dispensado de suas funções como vice-ministro da Defesa", informou o Ministério da Defesa em um comunicado.

Bulgakov será substituído pelo coronel-general Mikhail Mizintsev, que dirigia o Centro de Controle da Defesa Nacional e, a partir de agora, assume como "responsável pelo fornecimento material e técnico das Forças Armadas".

Na última quarta-feira (21), Putin anunciou a convocação de cerca de 300 mil reservistas para lutarem nos fronts contra as forças da Ucrânia.  No discurso, em que mobilizou suas tropas, o presidente da Rússia acenou para a possibilidade de utilização dos armamentos nucleares russos.  

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO