Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Na ONU, Biden diz a Putin: 'Não se pode vencer em uma guerra nuclear'

Após ameaça de presidente russo de usar armas nucleares, líder norte-americano reage na Assembleia das Nações Unidas

O Liberal

A Rússia foi acusada, em discurso do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de violar os princípios fundamentais de adesão às Nações Unidas ao invadir a Ucrânia e disse ainda que Moscou estava fazendo ameaças "irresponsáveis" de uso de armas nucleares. As informações são do G1 nacional.

VEJA MAIS

Putin ameaça usar armas nucleares e convoca 300 mil reservistas em pronunciamento inédito
Discurso ameaçador do presidente da Rússia após rápida contraofensiva da Ucrânia preocupou o Ocidente

Vendas de passagens para sair da Rússia disparam após anúncio de convocação de reservistas
Pronunciamento do presidente Vladimir Putin levantou temores de que homens em idade para lutar sejam impedidos de sair do país

A crítica veio durante pronunciamento de Biden na ONU, após Vladimir Putin fazer ameaça de uso de armas nucleares. "Isso não é um blefe", disse Putin em pronunciamento pela TV.

Biden retrucou que apenas Moscou havia procurado conflito e que ninguém havia ameaçado a Rússia. "A guerra na Ucrânia é a guerra de um homem só", disse, referindo-se a Putin. Ele prometeu a solidariedade dos Estados Unidos com a Ucrânia.

Na sequência, o americano alertou sobre os perigos de investimentos em armamentos nucleares, citando Rússia e China.

"Uma guerra nuclear não pode ser vencida e nunca deve acontecer", disse Joe Biden.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO