#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

Rússia avança em 2ª maior cidade da Ucrânia, forçando recuo do exército ucraniano

Exército da Ucrânia afirma que unidades manobraram para posições mais favoráveis para salvar as vidas dos soldados e evitar perdas

Agence France-Presse (AFP)
fonte

O Exército ucraniano anunciou na madrugada desta quarta-feira (15) que se retirou de algumas áreas da frente de batalha norte, na região de Kharkiv, onde a Rússia iniciou uma nova ofensiva em 10 de maio. 

"Em algumas áreas, perto de Lukyantsi e Vovchansk, em resposta ao fogo inimigo e a um ataque de infantaria, nossas unidades manobraram na direção de posições mais favoráveis para salvar as vidas dos nossos soldados e evitar perdas. A batalha continua", afirmou o Estado-Maior nas redes sociais.

O Exército destacou que, apesar das dificuldades, não cedeu diante da ofensiva russa, que surpreendeu as forças ucranianas no fim de semana passado. Várias localidades foram tomadas pelas tropas russas e as cidades de Lukyantsi e Vovchansk viraram alvos da batalha.

O Estado-Maior afirmou que unidades ucranianas iniciaram contra-ataques e que "o inimigo está sob o controle constante da artilharia" e dos drones".

image Oficiais de segurança da Ucrânia são presos por plano para matar presidente Volodimir Zelensky
Segundo o Serviço Ucraniano de Segurança, plano estava sendo coordenado pela Rússia. Os dois países estão em guerra desde fevereiro de 2022

image Putin ordena exercícios nucleares com tropas mobilizadas perto da Ucrânia
Guerra entre Ucrânia e Rússia já dura mais de dois anos. Não foram divulgados data e horário dos exercícios

Moscou, que tem mais armas e soldados, iniciou o ataque na região de Kharkiv no momento em que as tropas ucranianas já enfrentavam, há meses, uma intensa pressão nas frentes leste e sul.

As autoridades ucranianas afirmam que cidade de Kharkiv, a segunda maior do país e que fica a dezenas de quilômetros da fronteira russa, não está ameaçada por um ataque terrestre, apesar de ser alvo de bombardeios russos há várias semanas, em particular contra as instalações do sistema de energia.

As autoridades ucranianas começaram a suspender nesta quarta-feira o racionamento do fornecimento de energia elétrica imposto na véspera devido aos danos provocados pelos ataques russos dos últimos meses.

Em um momento de grande pressão, o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, cancelou uma visita oficial à Espanha prevista para sexta-feira (17), confirmou a Casa Real em Madri.

image Rússia emite mandado de busca contra o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky
Informação foi divulgada pelo Ministério do Interior, mas a razão da medida não foi detalhada

image Ataque da Rússia mata 4 pessoas e destrói 'Castelo de Harry Potter' na Ucrânia; VÍDEO
Mísseis russos atingiram edifícios residenciais e infraestrutura civil na cidade portuária de Odessa

Na Rússia, as autoridades anunciaram que neutralizaram 17 drones ucranianos que visavam, entre outros pontos, um depósito de combustível na região de Rostov, no sul, sede do quartel-general militar da operação russa na Ucrânia. 

"Durante a noite, várias tentativas do regime de Kiev de executar ataques terroristas (...) contra alvos em território russo foram evitadas", afirmou o Ministério da Defesa em um comunicado.

Reforços

A Ucrânia enviou reforços à região de Kharkiv para lutar contra a nova ofensiva russa, iniciada na sexta-feira, anunciou o gabinete do presidente Volodimir Zelensky.

"Forças adicionais estão sendo mobilizadas e temos reservas disponíveis", afirmou no Facebook o porta-voz de Zelensky, Serguii Nikiforov, após uma reunião entre o presidente e o comandante das Forças Armadas, Oleksandr Sirski.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO