Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Professor publica comentários homofóbicos: ‘inquisição que limpe esse lixo humano’

Alunos denunciaram o docente da Universidade de Aveiro, que abriu um inquérito para apurar o fato. Em entrevista, ele admite a discriminação: ‘com certeza que sou homofóbico’

O Liberal

Um professor da Universidade de Aveiro, em Portugal, causou revolta nas redes sociais após publicar comentários homofóbicos em sua página pessoal no Facebook. No texto, Paulo Lopes fala sobre a campanha publicitária “ABCLGBTQIA+”, promovida pela Fox Live por meio de cartazes espalhados no transporte público do Porto e Lisboa. O docente afirmou que a propaganda é “mais um atentado à inteligência e também à normalidade por parte de organizações ‘terroristas’ que nos tentam impor à força os seus desvaneios”. As informações são dos sites JN e Observatório e da TVI, de Portugal.

Sob o título “LGBTABCHmaisnaoseioquêparaoraioqueosparta!”, Paulo Lopes continua os seus ataques. “Acho que essa bosta tem nome de “ideologia de gênero” e constitui um dos grandes perigos civilizacionais que teremos que começar a enfrentar”, escreveu. Em um trecho, em ele chega a afirmar que é necessário “urgentemente”, uma “inquisição que limpe esse lixo humano (?) todo”.

VEJA MAIS

Em novo trecho de entrevista, Piquet repete racismo e é homofóbico com Lewis Hamilton; vídeo
Falas do brasileiro são de uma entrevista dada em 2021 para um canal de automobilismo no YouTube

Jogador usa luta contra as drogas para atacar Casagrande após caso de homofobia: 'Se faz de vítima'
Comentarista da Globo fez duras críticas ao jogador de vôlei Maurício Souza: 'Homofóbico, covarde e mau-caráter'

Cristã é investigada por fala em vídeo: 'Para de querer ficar postando coisa de gente preta, de gay'
O delegado Henrique Pessoa, afirma que as imagens têm “teor claramente racista e homofóbico"

Os comentários causaram uma onda de revolta em Portugal. Já havia queixas contra o mesmo professor, que atua no Departamento de Física, devido a publicações com teor discriminatório, o que levou a reitoria da Universidade de Aveiro a abrir um processo de inquérito, no ano passado.

Com a nova publicação, a Instituição afirmou que “atuará em conformidade, com rapidez e firmeza” contra as condutas que “possam interferir” com um “ambiente de respeito e confiança”, não tolerando “discursos de ódio, de discriminação ou de incitação à violência, qualquer que seja a sua natureza, origem ou contexto”.

“A Universidade de Aveiro é hoje reconhecidamente um espaço onde se cruzam diferentes mundividências e onde se promove ativamente a cooperação, a diversidade e a tolerância e onde convivem mais de 90 diferentes nacionalidades”, diz o comunicado oficial. A reitoria acrescenta “que tem absoluto respeito pelos valores da dignidade e igualdade da pessoa humana, como aliás se encontra estatutariamente estabelecido”.

“Com certeza que sou homofóbico”

Entrevistado pela emissora portuguesa TVI, Paulo Lopes manteve o posicionamento anterior. “Homofóbico, com certeza que sou!” declarou. Questionado se tem conhecimento que discriminação é crime em Portugal, ele responde: “Então, façam queixa à polícia e prendam-me!”

VEJA MAIS

Ex-jogador Richarlyson declara ser bissexual e se mostra preocupado com o aumento da homofobia
Em entrevista, Richarlyson abre o coração e se torna o primeiro ex-jogador da seleção brasileira a assumir publicamente sua bissexualidade

Bruna Karla ataca casamento LGBTQIA+ e alerta gays: ‘Condenação eterna’
A fala foi considerada homofóbica nas redes sociais e artistas como Ludmilla e Jão se pronunciaram contra o discurso da evangélica

Homofobia e Transfobia: Homem casado com mulher trans é atacado por colega de trabalho
O caso aconteceu em Recife. Um grupo de colegas de trabalho filmou um vibrador e comentaram ‘esqueceu o brinquedinho’

O professor disse que é alvo “de associações de LGBT,  mais pedófilos, mais assassinos em série”. Ele ainda faz apologia à violência. “Há muita coisa que só se resolve com violência”.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO