Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ex-jogador Richarlyson declara ser bissexual e se mostra preocupado com o aumento da homofobia

Em entrevista, Richarlyson abre o coração e se torna o primeiro ex-jogador da seleção brasileira a assumir publicamente sua bissexualidade

Juliana Maia

Nesta sexta-feira (24), em entrevista ao podcast esportivo “Nos Armários dos Vestiários”, o ex-jogador Richarlyson declarou ser bissexual. Atualmente, Richarlyson (39) é comentarista dos jogos de futebol apresentados durante a programação da TV Globo

VEJA MAIS

Richarlyson fala sobre preconceito: 'Se o mundo tivesse respeito pelas diferenças, seria muito melhor'
Jogador está com 38 anos e irá jogar pelo 13º clube de sua carreira na temporada de 2021, pelo América-RJ

Richarlyson revela conselhos para Tifanny, primeira trans no vôlei do Brasil
Jogador do Noroeste/SP comentou sobre o preconceito fora dos gramados, que na opinião dele é maior que dentro do esporte por ser tratar de algo mais global

Clubes da Série A lançam campanha contra homofobia
O combate ao preconceito no futebol cresceu depois do episódio de homofobia na partida entre Vasco e São Paulo, no último domingo

Durante a entrevista, Richarlyson revelou que durante toda sua vida teve a sexualidade questionada, sempre ouvindo as pessoas perguntarem se era homossexual.

“Eu já me relacionei com homem e já me relacionei com mulher também. Cara, eu sou normal, eu tenho vontades e desejos”, declarou.

A participação do ex-jogador no podcast da TV Globo durou aproximadamente 2 horas e meia e, além do relato sobre sua sexualidade, Richarlyson também falou sobre o preconceito que sempre sofreu no meio esportivo. “Infelizmente, o mundo não está preparado para ter essa discussão e lidar com naturalidade com isso”, disse o ex-jogador.

Richarlyson se pocisionou sobre sua sexualidade (Reprodução / Instagram @ richarlyson)

Richarlyson disse que o importante em seu posicionamento é mudar o principal problema que existe dentro do futebol: a homofobia crescente a cada dia. O ex-são paulo confessou que muitas atitudes ainda precisam ser mudadas e questionadas no meio esportivo, pois há pessoas morrendo em decorrência da homofobia no país.

“Pelo tanto de pessoas que falam que é importante meu posicionamento, hoje eu resolvi falar: sou bissexual. Se era isso que faltava, ok. Pronto. Agora eu quero ver se realmente vai melhorar, porque é esse o meu questionamento”, disse.

Histórico com homofobia

Em junho de 2007, Richarlyson sofreu com um ataque homofóbico do então dirigente do Palmeiras, José Cyrillo Júnior. O dirigente insinuou em rede nacional que o jogador seria gay. Na época, o atleta registrou queixa contra José Júnior, pois disse que a fala foi dita com um tom pejorativo, mas garante que os ataques que sofreu jamais afetaram a sua trajetória no futebol

“Ser homossexual não é demérito para ninguém e no futebol não deveria ser um assunto tão polêmico”, desabafou. 

Nas redes sociais, Richarlyson foi muito elogiado pelos internautas. Entre as mensagens positivas publicadas, a maioria se direcionava ao futebolista como “histórico” e “gigante”. O perfil oficial do Corinthians demonstrou apoio ao atleta dizendo que, além de ter sido um excelente jogador, agora o comentarista tornou-se mais uma importante voz de resistência.

(Estagiária Juliana Maia, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Celebridades
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA