Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega sofre novas sanções dos Estados Unidos

Medidas impedem que empresas americanas façam negócios fazer negócios ligados à mineração

O Liberal
fonte

Os Estados Unidos aprovaram novas restrições para afetar economicamente a Nicarágua, que passa por um período de menos liberdade sob o comando do presidente Daniel Ortega, que se perpetua no poder. Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, determinou, nesta segunda-feira (24), a proibição de empresas americanas de fazer negócios que envolvam qualquer produto mineral com a Nicarágua. As informações são da AFP.

Especificamente, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro sanciona a Direção Geral de Minas (DGM), que administra a maioria das operações de mineração na Nicarágua em nome do governo.

VEJA MAIS

image Policiais impedem bispo crítico do governo de sair para realizar missa; entenda
O bispo Rolando Álvarez foi impedido de deixar a casa paroquial nesta quinta-feira para presidir uma missa

image Na Nicarágua, Ortega manda prender ex-embaixador crítico do governo
Presidente se reelegeu para o quarto mandato consecutivo no dia 7

"É uma peça importante das operações de ouro controladas pelo Estado na Nicarágua", disse o Departamento do Tesouro em nota.

"Ortega e seus comparsas continuam usando os lucros da produção e venda de ouro para encher seus bolsos e pagar aqueles que mantêm o regime no poder", afirmou.

Qual o objetivo das sanções?

O governo nicaraguense "usa esse poder para intimidar e prender aqueles que denunciam a corrupção do regime e semear instabilidade em todo o mundo, inclusive apoiando uma maior invasão da Ucrânia pela Rússia", insistiu.

Segundo Washington, o objetivo das sanções é impedir que o governo de Ortega e a esposa e vice-presidente, Rosario Murillo, "usem os lucros do ouro para oprimir o povo nicaraguense".

Por outro lado, o presidente dos EUA, Joe Biden, assinou uma nova ordem executiva que modifica a 13851 para ampliar a autoridade do Tesouro com o objetivo de "responsabilizar o regime Ortega-Murillo por seus contínuos ataques à liberdade de expressão e de reunião dos nicaraguenses".

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO