Novo ataque da Rússia derruba mais de 50% da energia da Ucrânia

Houve blecautes em diversas cidades do país, de acordo com operadora da rede elétrica

O Liberal
fonte

A Ucrânia voltou a ser atacada nesta sexta-feira (16) com cerca de 60 mísseis disparados pela Rússia, segundo a Força Aérea ucraniana. O novo ataque, uma das maiores ações do gênero desde que Moscou passou a alvejar a infraestrutura de distribuição elétrica do país, em outubro, derrubou mais de 50% do consumo de energia do país atacado. Nove centrais foram atingidas e pelo menos duas pessoas morreram na ação, informou o ministro da Energia, German Galuschenko. Também houve blecautes em diversas cidades do país, segundo a operadora da rede elétrica, a Ukrenergo. As informações são da Folha de São Paulo.

VEJA MAIS

image EUA devem enviar sistema de defesa aérea avançado para a Ucrânia, revelam autoridades americanas
O secretário de Defesa, Lloyd Austin, pode aprovar uma diretriz já nesta semana

image Putin afirma que riscos de uma guerra nuclear estão aumentando
Líder do Kremlin classifica o arsenal russo como “puramente defensivo”

image Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky é escolhido Pessoa do Ano de 2022 pela Time
Revista considera que o líder ucraniano inspirou os cidadãos de seu país e ganhou elogios globais por sua coragem em resistir à invasão da Rússia

O comandante das Forças Armada, general Valeri Zalujni, admitiu que os ataques podem ter impacto sério na moral de suas tropas, que verão "suas mulheres e filhos congelar". O inverno começa oficialmente na semana que vem, mas Kiev, a capital, e Kharkiv, a segunda maior cidade do país, marcavam 1 grau positivo quando os mísseis caíram.

Bombas de estações de distribuição de água param com a falta de energia, bem como os sistemas de aquecimento. A ideia de subjugar o país por congelamento tem sido denunciada como crime de guerra em fóruns como a ONU.

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO