Justiça do Peru decreta 18 meses de prisão preventiva para ex-presidente Pedro Castillo

Nesse período, autoridades investigarão a tentativa de autogolpe que resultou no impeachment e na prisão de Castillo, na semana passada

O Liberal
fonte

A prisão preventiva do ex-presidente do Peru, Pedro Castillo, deve durar ao menos 18 meses, conforme decisão da Suprema Corte do País, nesta quinta-feira (15). Castillo está detido desde o dia 7 de dezembro, quando foi destituído do cargo pelo Congresso peruano, poucas horas após anunciar dissolução do parlamento e 'governo de exceção'. As informações são da Reuters. 

Nesses 18 meses em que o ex-presidente ficará preso, as autoridades investigarão a tentativa de autogolpe que resultou no impeachment e na prisão dele. O mérito das acusações de rebelião enfrentadas por Castillo ainda não foi analisado. A justiça decidiu apenas se ele pode ou não ser mantido na prisão enquanto os promotores conduzem suas investigações sobre as acusações, que também incluem o crime de formação de quadrilha.

VEJA MAIS

image Peru decreta estado de emergência devido a protestos violentos
Manifestações exigem eleições gerais imediatas e a libertação do presidente deposto Pedro Castillo

image Destituído após tentar golpe, ex-presidente do Peru é levado para base policial em Lima
Pedro Castillo deve permanecer detido na base da Diretoria de Operações Especiais da polícia por até 15 dias, sob investigação

image Após impeachment de Castillo, a vice Dina Boluarte assume a presidência do Peru
Congresso derrubou chefe do Executivo que tentava dissolver o Congresso

O prolongamento da sentença foi anunciado pelo juiz Cesar San Martin Castro depois que o Congresso retirou de Castillo o privilégio que impede os presidentes do Peru de enfrentarem acusações criminais.

Durante a audiência virtual desta quinta-feira, o ex-líder do país foi representado por um defensor público. Ele e sua equipe jurídica se recusaram a participar, argumentando que faltavam “garantias mínimas”. 

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO