Homem é preso após surtar e matar duas mulheres: ‘Hoje eu quero beber sangue’

Policiais afirmam que suspeito não esboçou nenhum sentimento de arrependimento

Emilly Melo
fonte

Um homem de 51 anos foi preso, na quinta-feira (12), acusado de matar duas mulheres no distrito de São Sebastião do Batatal, na zona rural de Ubaporanga, no Rio Doce de Minas Gerais, na terça-feira (10). De acordo com o relato de testemunhas à Polícia Militar, o suspeito estava tendo surtos frequentes e teria discutido com os filhos, afirmando que eles seriam culpados pela separação do homem com a esposa. Ele ameaçou matar todos os filhos e chegou a ir até a casa de um deles com uma arma de fogo. 

VEJA MAIS

image Segundo preso pela morte de mulheres degoladas confessa e detalha o crime
Ele afirmou que não houve participação de terceiros no crime

image Suspeito de matar e decepar pênis de outro homem diz que agiu ‘por raiva’
O acusado conta que conheceu o homem na mesma noite e tomou a decisão para provar que gostava de mulheres

image Mulher é presa após matar o marido a facadas na Vila dos Cabanos, em Barcarena
Discussão teve fim trágico e a vítima não resistiu aos ferimentos

No local, ele discutiu com Maria Lúcia Pereira Coelho, de 58 anos, que era ex-sogra do filho, e disse: “Hoje eu quero beber sangue”. Ele disparou cerca de 15 vezes contra ela, que morreu na hora.

O suspeito seguiu até a casa da segunda vítima. No local, familiares ofereceram um pedaço de queijo para ele. O homem recusou e tentou enfiar o alimento na boca de Geralda da Costa Lourenço Souza, de 60 anos, que não quis comer. Ele, então, atirou contra ela

Outra mulher de 32 anos que estava na casa da idosa contou que o criminoso correu atrás dela e atirou, mas ela conseguiu se desvencilhar. Ele saiu da residência dizendo que tinha que matar mais 10 pessoas. Abandonou o carro e fugiu a pé por uma mata. A situação causou pânico na cidade por causa do medo que ele fizesse novas vítimas.

Várias viaturas da Polícia Militar e da Polícia Civil de cidades do Rio Doce fizeram patrulhamento por 24h para encontrar o homem. O suspeito foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde o caso será investigado. Para jornais locais, os policiais relataram que o homem não relatou nenhum arrependimento dos crimes e que ele até ficou sorrindo enquanto era detido

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Elisa Vaz, repórter do Núcleo de Política)

Palavras-chave

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO