Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Brasileiro ameaça explodir churrascaria nos Estados Unidos e acaba preso

O homem tentou mudar de cidade após dizer que deixou uma bomba no estabelecimento

Maiza Santos

Um brasileiro identificado como Eduardo Filho, de 29 anos, foi preso após ameaçar explodir uma churrascaria nos Estados Unidos. O caso aconteceu na cidade de Barnstable. O acusado deixou uma mala no local e depois ligou para o estabelecimento alegando que teria uma bomba na bolsa, caso alguém tentasse tocar no objeto, o mecanismo explodiria.

VEJA MAIS

Ameaças de bomba esvazia sete escolas em Washington
Ações estão sendo investigadas pelo FBI

Família tenta embarcar em avião com bomba não detonada e causa pânico em aeroporto de Israel
As pessoas que estavam no saguão do aeroporto gritaram e correram para se proteger da ameaça

Duas crianças morrem e 33 ficam feridas após ataque a bomba na Colômbia
Segundo autoridades policiais, uma pessoa teria deixado uma mala com explosivos na frente da delegacia

A mala foi deixada na churrascaria Fogo Brazilian BBQ. De acordo com a mídia da região, Eduardo teria ligado para os funcionários do local às 18h da última sexta-feira (20) e feito a ameaça. Segundo o acusado, se alguém abrisse a mala, ele iria acionar um dispositivo para explodir o local. Uma grande operação ocorreu para desativar a possível bomba. O Corpo de Bombeiros e até o Esquadrão Antibombas da Polícia de Massachusetts (MSP Bomb Squad) foi à churrascaria.  

Após a retirada dos clientes e funcionários do estabelecimento, as autoridades examinaram a mala e informaram que não havia materiais ou dispositivos explosivos no interior. Então, no dia seguinte, os policiais iniciaram uma operação para localizar Eduardo. Ele foi capturado pela polícia estadual na ilha de Martha's Vineyard, no Atlântico, ao sul de Cape Cod. Membros do Departamento de Polícia de Barnstable ajudaram a transportar Eduardo de volta ao continente com um de seus barcos de patrulha da unidade marinha.

Eduardo irá responder por ameaça terrorista e uso de um dispositivo fraudulento. Após ser indiciado, ele  permanece detido e terá que pagar uma fiança de US$ 25 mil (R$ 120,2 mil) para ser liberado.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora Web de OLiberal.com, Vanessa Pinheiro)

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO