EU REPÓRTER

Clique aqui e mande sua história ou denúncia e ela poderá ser transformada em notícia. Aqui é Jornalismo Colaborativo!

URE-DIPE está sem material para exames de pessoas vivendo com HIV

Os exames foram suspensos desde agosto e estão sem previsão de retorno. Sespa afirma que a compra do material já foi realizada

Carolina Mota com a Colaboração da leitora Amélia Garcia
fonte

Pessoas vivendo com HIV reclamam da falta de material para a realização de exames de análise da infecção, disponibilizado pela Unidade de Referência Especializada em doenças infecciosas e parasitárias especiais (URE-Dipe), do bairro do Telégrafo, em Belém.

Segundo relatos, os exames estão suspensos desde agosto e não há previsão de retorno, o que preocupa quem precisa realizar o teste periodicamente para controle e tratamento do vírus da imunodeficiência.

VEJA MAIS

image Unidade pedagógica do Tapanã apresenta problemas de infraestrutura, afirmam denúncias
Segundo relatos, a escola não possui cobertura de quadra e os pais de alunos fizeram rifa para comprar ventiladores


image Clínicas e laboratórios que prestam serviço do SUS em Belém estariam sem receber há dois meses
Os denunciantes informaram que sempre houve atrasos no pagamento, prejudicando no repasse de verba para funcionários e compras de materiais


image Pacientes denunciam infiltrações e alagamentos na UBS da Guanabara
Denúncias afirmam que a UBS encontra-se nesse estado há anos. Prefeitura de Ananindeua diz que está licitando reforma

Os exames em falta, citados nas denúncias, são o Cd4 e o Carga Viral, que avalia o sistema imunológico e a quantidade do vírus no paciente, respectivamente. Uma pessoa, que optou por não se indentificar, informou que alguns pacientes estão há mais de seis meses sem realizar os exames, sendo estes agendados para agosto e meses subsequentes.

Amélia Garcia, do Comitê Arte Pela Vida, iniciativa que atua no atendimento de pessoas vivendo com HIV/Aids no estado do Pará, contou para a equipe do Eu Repórter que os exames são importantes para a vida dessas pessoas, pois é a única forma de saber se o vírus está indetectável no organismo.

"O exame é para termos uma noção se o corpo está abaixo de 50 cópias/ml, que é a taxa considerada indetectável. Sem isso, não tem como identificar", contou, afirmando que a realização dos exames no tempo correto é crucial para verificar se o tratamento está adequado ou se precisa ser ajustado.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), por meio do 1º Centro Regional de Saúde, gestor da unidade, informou que a compra do tubo para a realização dos exames já foi realizada, mas o fornecedor não cumpriu com a entrega prevista para o dia 12/09/2022.

O 1º CRS já notificou a empresa e adotou as medidas cabíves para que haja a regularização do insumo o mais breve possível, concluiu o texto.

O projeto Eu Repórter é uma iniciativa que busca reforçar a proximidade com os leitores e internautas, incentivando ainda mais o jornalismo colaborativo. Para participar das reportagens e conteúdos, compartilhando histórias, denúncias e sugestões de matérias com a redação de O Liberal, basta acessar o site eureporter.grupoliberal.com ou enviar suas informações para o Whatsapp (91) 98565-7449, onde será iniciada uma conversa diretamente com repórteres da redação. A denúncia pode ser feita de forma anônima.

(Carolina Mota, estagiária sob supervisão de Eduardo Laviano)

Eu Repórter
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS NOTICIAS EUREPORTER