Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

EU REPÓRTER

Clique aqui e mande sua história ou denúncia e ela poderá ser transformada em notícia. Aqui é Jornalismo Colaborativo!

Abastecimento de água: moradores de Belém e Ananindeua relatam problemas com o serviço

Usuários dizem que os problemas são recorrentes

Carolina Mota

O serviço de abastecimento de água vem sendo motivo de frustração para quem reside em Belém e Ananindeua. Bairros dos dois municípios registram pontos de falta de água, tubulação exposta e vazamento nas ruas.

Denúncias enviadas ao Eu Repórter informam que, nos bairros do Marco e Guamá, o problema está no vazamento de água que ocorre na rua, provocando alagamentos e a deterioração do asfalto. No Mercado do Guamá, feirantes reclamam da falta de água constante no local, dificultando o trabalho dos vendedores.

"Na última vez que foi feita uma denúncia, a água voltou por poucos dias e logo foi embora. O mercado continua sem água, ou então, a água fica fraquíssima e vai embora depois das 10h. Até quando os trabalhadores serão prejudicados pela falta de água?", questionou um dos denunciantes, que preferiu não se identificar.

A falta de água também é motivo de reclamação dos moradores dos bairros da Pedreira e Sacramenta, que informam a falta do serviço há 4 dias, e do Barreiro, que relatam que todos os  dias, às 12h, a água "vai embora", retornando somente às 18h. Por se tratar de uma situação comum no dia a dia, moradores passaram a se programar usando baldes e bacias para reservar água. "Roupa fica acumulada, louça na pia, etc..", afirma um consumidor em outra denúncia.

No bairro da Cidade Nova, os relatos são de que a caixa d'água da Cidade Nova 6, que abastece o local, passa por constante vazamento sempre que enche.

Em nota, a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) informou que, quanto ao vazamento no Guamá, as manutenções estão previstas para serem concluídas nesta quinta-feira (1º). Já no Mercado, o órgão comunicou que equipes trabalham para normalizar o serviço.

Sobre o bairro do Marco, a Cosanpa informou que "o local está passando por obras que não são de responsabilidade da Companhia". No bairro do Barreiro, segundo a empresa, o serviço está operando dentro da normalidade, mas enviará uma equipe para verificar a situação.

A respeito do bairro da Cidade Nova, a Companhia ressalta que a situação foi controlada. Já sobre os bairros da Pedreira e Sacramenta, a Cosanpa comunicou que não é possível apurar os casos por não ter dados suficientes sobre os endereços repassados pelos denunciantes à Redação do Jornal O Liberal.

O projeto Eu Repórter é uma iniciativa que busca reforçar a proximidade com os leitores e internautas, incentivando ainda mais o jornalismo colaborativo. Para participar das reportagens e conteúdos, compartilhando histórias, denúncias e sugestões de matérias com a redação de O Liberal, basta acessar o site https://eureporter.grupoliberal.com/ ou enviar suas informações para o Whatsapp (91) 98565-7449, onde será iniciada uma conversa diretamente com repórteres da redação. A denúncia pode ser feita de forma anônima.

(Carolina Mota, estagiária, sob supervisão de Mariana Azevedo)

Eu Repórter
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS