Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Série B terá VAR e presidente do Remo avalia: 'Não dá para aceitar tantos erros'

VAR será bancado pela CBF; alguns estádios precisarão de adequação

Fabio Will / O Liberal

“A maior Série B de todos os tempos” terá um reforço fundamental. Após vários erros de arbitragem, a Segundona do Brasil contará com o árbitro de vídeo, segundo o site “Itatiaia” e confirmada pelo OLiberal com o presidente do Remo. A competição que vale vaga na elite do futebol brasileiro, deverá receber a tecnologia entre as rodadas 19 e 20 e será custeada pela Confederação Brasileira de Futebol.  A notícia agradou o presidente do Remo Fábio Bentes, que solicitava o recurso à instituição junto com outras equipes da competição.

VEJA MAIS

Técnico do Remo avalia empate e dispara sobre arbitragem: 'Foi um erro capital e decisivo' Leão e Náutico empataram em 1 a 1 nos Aflitos

Exclusivo: após erro contra o Remo, árbitro assistente denuncia: 'Estou sendo ameaçado' Leão empatou em 1 a 1 com o Náutico-PE, com um gol irregular do Timbu

Reuniões ocorreram com representantes dos clubes com a CBF, porém a entidade reclamava dos altos custos, além das adequações de alguns estádios para receber o VAR, mas tudo foi resolvido e o “martelo batido”. Fábio Bentes falou ao OLiberal sobre a novidade, citou erros da arbitragem contra o clube e avaliou como necessária a chegada da tecnologia.

“Isso é um pleito nosso, desde a terceira ou quarta rodada. Provocamos isso na Associação Nacional de Clubes junto com outras equipes que se sentiram prejudicados e conseguimos esse compromisso de viabilizar o Var para a 19ª ou no máximo na 20ª rodada. Veio em boa hora, tiveram pelo menos cinco erros contra o Remo, dois deles decidiram jogos. Estamos cobrando para aumentar o nível da arbitragem, pois não dá para aceitar tantos erros. Falamos com o Garciba, direção da CBF, a FPF entrou no circuito e muitas coisas foram feitas para que esses erros não ocorra com frequência e acredito que a vinda do VAR deva resolver isso”, disse.

VAR já foi utilizado em Belém nos jogos Paysandu x Inter-RS (Copa do Brasil) e Paysandu x Cuiabá (Copa Verde). (Akira Onuma / O Liberal)

O Remo foi prejudicado em dois gols legais nas partidas contra o Náutico-PE, Coritiba-PR e Brusque-SC. Diante do Náutico-PR a arbitragem deixou de marcar impedimento do atleta do Timbu que resultou no gol de empate dos pernambucanos. Contra o Coxa a arbitragem assinalou impedimento no gol de Renan Gorne, que viraria a partida a favor do Remo, além de um pênalti ocorrido no jogo contra o Brusque-SC, não marcado pelo árbitro.

Contra o Remo pesam dois erros, um contra o CRB-AL, no gol de Lucas Siqueira, que estava em posição irregular, na estreia da competição e o gol foi confirmado, além de um pênalti não marcado pelo goleiro Vinícius, no jogo diante do Brasil de pelotas-RS, em Belém.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES