Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

No Remo, Marlon diz que pediu para atuar como zagueiro e despista aposentadoria: 'foco é o acesso'

Jogador passou de criticado pela torcida na Série B para peça fundamental da equipe nesta temporada.

Caio Maia

Um novo homem. Assim se sente Marlon, capitão do Remo nesta temporada. De criticado pela torcida na Série B de 2021 para peça fundamental do elenco de 2022, o zagueiro remista viu a carreira mudar, para melhor, nos últimos meses. Muito disso está relacionado à nova função que o ídolo azulino tem assumido dentro de campo.

• Whatsapp: saiba tudo sobre o Remo. Recêêêba!

"Desde quando renovei meu contrato com o Remo, deixei bem claro que queria continuar atuando como zagueiro. Foi uma posição que já tinha jogado na Série B e  coloquei na cabeça que iria continuar jogando nessa posição", disse Marlon em entrevista ao Núcleo de Esportes de O Liberal.

VEJA MAIS:

Lateral do Remo minimiza erros defensivos da equipe e afirma: 'Temos que nos apegar às coisas boas'
Leão visita o Confiança no domingo (1°), às 19h, no Estádio Baenão; acompanhe a partida lance a lance

CBF divulga tabela detalhada da Copa do Brasil sub-17; veja o possível caminho do Remo até a final
Leão encara o Palmeiras nas oitavas de final; saiba as datas, horários e locais das partidas

O jogador - que acumula passagens por equipes como Remo, Paysandu, Vasco e Criciúma - construiu a carreira como lateral-esquerdo. Quando retornou ao Remo, em 2020, Marlon veio para ser titular da posição. No entanto, com o passar do tempo, o jogador optou por atuar como zagueiro. Ele conta que "passou a ver o jogo mais de frente".

Apesar disso, se engana quem acredita que Marlon deixou de auxiliar a equipe nas jogadas ofensivas. O jogador, mesmo de áreas mais defensivas no campo, ajuda o time com cruzamentos e cobranças de falta. Ele conta que essa habilidade especial com a bola é fruto de bastante treinamento.

"É um conjunto de treinos mais a experiência de toda minha carreira. É um fundamento que eu sempre procuro estar aprimorando nos treinos até porque hoje as maiorias dos jogos são decididos em bolas paradas", disse o zagueiro.

Aos 36 anos, Marlon prefere despistar sobre aposentadoria. O jogador disse que ainda não quer decidir nada sobre o futuro e avisou que segue à disposição do técnico Paulo Bonamigo.

"Meu foco agora é conseguir o principal objetivo do clube, que é o acesso. Mais para frente irei tomar minha decisão sobre a aposentadoria ou não", informou.

O Remo volta a campo pela Série C neste domingo (1º), às 19h, contra o Confiança, pela quarta rodada do torneio. A partida terá transmissão Lance a Lance pelo Oliberal.com. 

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES