Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Remo envia ofício à FPF pedindo liberação de 50% da capacidade dos estádios

Além disso, o Remo solicita à FPF mais duas mudança: a permissão da presença de crianças e a liberação da venda de bebidas alcoólicas dentro do estádio.

Pedro Cruz e Caio Maia / O Liberal

O Remo enviou um ofício à Federação Paraense de Futebol (FPF) solicitando o aumento da capacidade de público nos estádios do Pará. O clube pede que, assim que possível, seja liberada 50% da capacidade das praças esportivas. A equipe de O Liberal teve acesso à íntegra do documento. 

Remo solicita e CBF muda horário da estreia do Leão na Copa Verde 2021 Leão Azul busca o título inédito da Copa Verde

Site aponta chance quase 0 do Remo subir à Série A, confira Por outro lado, o risco de rebaixamento também é baixo. Segundo o Chance de Gol, o Leão tem 1,3% de chances de descenso

Além do aumento da capacidade de público, o Remo solicita à FPF mais duas mudanças, em relação aos protocolos que vem sido utilizados: a permissão da presença de crianças e a liberação da venda de bebidas alcoólicas dentro do estádio. Segundo o Remo, a ausência desses componentes (crianças e bebidas) no estádio faz com que muitos torcedores optem por não ir ao Baenão. 

As solicitações, que foram repassadas à FPF, devem ser avaliadas e depois negociadas com as autoridades locais: Governo do Estado e Prefeitura de Belém. Apenas essas entidades tem poder para flexibilizar os protocolos de retomada. 

De acordo com a apuração de O Liberal, o assunto não deverá ser tratado no encontro entre clube, FPF e CBF, no lançamento da Copa Verde nesta terça-feira (12). 

Argumentos

Remo pede aumento da capacidade nos estádios (Divulgação)

Para realizar os pedidos à FPF, o Remo utilizou como justificativa o cumprimento correto dos protocolos nos eventos testes realizados no Baenão (partidas contra Náutico e Coritiba). Além disso, o clube destacou o prejuízo financeiros provocados pelas duas partidas. 

De acordo com o Remo, apesar da liberação de público, muitas pessoas optaram por não ir ao estádio devido aos valores elevados dos ingressos, provocados pela capacidade reduzida. Além disso, a proibição da presença de crianças, grávidas e comercialização de bebidas alcoólicas teria contribuído para o esvaziamento do estádio. 

"Torcedores optaram por ficar nas suas residências ou bares pela cidade, os quais invariavelmente se beneficiam pela falta de fiscalização ao cumprimento das medidas sanitárias, provocando o baixo comparecimento de torcedores e conseguinte nos causando prejuízo financeiro", destaca o Remo no documento. 

Outro ponto, avaliado pelo Remo como "positivo", é a ausência de contaminados pela covid-19 após os eventos testes. Segundo o clube, nenhuma notificação por parte da Sespa e Sesma foi recebida neste sentido. 

O próximo jogo do Remo em casa será contra o vencedor do duelo entre Galvez-AC e Ypiranga-AP, no terça-feira, dia 19 de outubro, às 20h30, pela segunda fase da Copa Verde. A partida terá transmissão lance a lance pelo Oliberal.com.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES