Márcio Fernandes classifica derrota do Remo como lamentável e o gramado impraticável

O técnico do Remo falou sobre o jogo, o que fazer para reverter a situação e conseguir ser campeão durante a entrevista coletiva. Confira!

Redação Integrada

A derrota do Remo para o Independente na tarde deste domingo (14) foi classificado como "um dia de infelicidade" pelo técnico Márcio Fernandes. Essa também foi a primeira derrota sofrida pelo treinador desde que assumiu o Remo. 

"Um jogo atípico. O time não conseguiu trabalhar a bola. O campo está impraticável. Quando acabou o primeiro tempo fizemos as substuições porque o campo não estava dando chance para tocar. Levamos dois atacantes para a área. Mas aí parou a chuva. Fizemos a substituição começou a chover de novo. Quando fizemos a substituição para levar o time para frente, tivemos um jogador expulso. Hoje foi um dia lamentável para gente. Hoje tivemos infelicidade dentro do jogo", afirmou. 

LEIA MAIS 

O técnico do Remo destacou que o momento é para se ter calma, porque é possível reverter a situação.

"Não sofremos nenhum perigo. O gol foi uma infelicidade nossa. Nós ainda tivemos duas chances claras para fazer o gol. Mas não conseguimos. Em decisões, esses detalhes não podem deixar passar.  Agora é ter tranquilidade para trabalhar. Não acabou nada. Acabou só o primeiro tempo. São dois tempos de 90. Mesmo assim sabemos que o Independente é uma grande equipe. Fez por onde para chegar onde chegou. A gente vai ter dificuldade, mas temos que acreditar", garantiu Márcio Fernandes. 

Durante a coletiva, diversas vezes Márcio Fernandes criticou o gramado do Mangueirão e deixou claro que não tem como se preparar para jogar nessas condições.

"É dificil se preparar para jogar na chuva. Como a gente vai se preparar para jogar em um campo daquele? Ninguém esperava isso. É uma coisa da natureza. Não temo como se preparar para jogar na chuva. Só se eu mandar alagar o campo e a gente ficar a mercê dessa bola aérea. Algo que eu não gosto. Eu gosto que meu time jogue a bola. Mas o campo estava impráticavel", avaliou o técnico do Remo. 

Segundo o técnico do Remo, o time está chateado com a derrota.

"Eu saio chateado porque a minha equipe não conseguiu jogar o que pode. Hoje o campo nos atrapalhou muito. Mas não estou falando isso para dizer que só perdemos por causa do campo. Não é isso. Mas a nossa equipe está acostumada a tocar bola e hoje não tivemos condição. E não tendo essa condição ficamos chateados porque não jogamos o melhor", finalizou. 

A reapresentação do Remo está marcada para a tarde desta segunda-feira. Vai ser o momento para o técnico começar a trabalhar da melhor maneira a equipe para que consiga o resultado para o Remo ser bicampeão. 

O Remo volta a enfrentar o Independente no outro domingo (21), às 16 horas, no Mangueirão. A decisão do Campeonato Paraense será transmitida lance a lance em OLiberal.com

 

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!