Rafaela Silva não supera sul-coreana e perde bronze no Grand Slam

Campeã olímpica chegou a estar em vantagem na disputa pela medalha, mas sofreu o revés diante da sul-coreana Jisu Kim, neste sábado, em Paris (FRA)

LANCE!

A campeã olímpica Rafaela Silva disputou, neste sábado, a medalha de bronze do Grand Slam de Paris, mas terminou em quinto lugar ao ser surpreendida pela sul-coreana Jisu Kim. A brasileira chegou a estar em vantagem de um waza-ari no início da luta, mas cedeu às investidas de Kim, que conseguiu dois waza-ari para ficar com a medalha. Esse foi o melhor resultado da seleção brasileira no primeiro dia do Grand Slam.

Rafa chegou como uma das cabeças-de-chave na competição e fez valer o favoritismo nos primeiros combates, superando Wen Zhang, da China, e Diana Dzhigaros, da Rússia, por ippon nas preliminares.

O único revés veio nas quartas-de-final diante da mongol Enkhriilen Lkhagvatogoo. A brasileira chegou a colocar duas punições de vantagem, mas sofreu um waza-ari no golden score e foi para a repescagem.

Para continuar na briga por medalha, ela precisou encarar a pressão da torcida francesa por Automne Pavia, bronze em Londres 2012, e não decepcionou. Pontuou com um waza-ari e administrou a vantagem até o fim para garantir seu lugar no bloco final.

BRASIL...
Além de Rafaela, outras duas brasileiras chegaram às repescagens de suas categorias, ambas no meio-leve (52kg). Estreante em etapas de Grand Slam e caçula da equipe, Larissa Pimenta, de 19 anos, não se intimidou diante de adversárias mais experientes e estreou em Paris com duas vitórias por ippon nas preliminares, derrotando Evelyne Tschopp, da Suíça, e Yangying Wu, da China. Caiu nas quartas imobilizada por Nina Esteo Linne, da Espanha, e na repescagem contra Astride Gneto, da França, nas punições (3-1).

Esportes