CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Givanildo Oliveira, ex-técnico do Paysandu, diz que acesso pelo Papão foi o mais difícil da carreira

Treinador é o mais vitorioso da história do Bicola e conquistou o acesso à Série A em 2001

Aila Beatriz Inete
fonte

O treinador Givanildo Oliveira teve uma passagem mais do que vitoriosa pelo Paysandu nas décadas passadas. Uma das maiores conquistas do técnico com o clube foi o acesso à Série A para o Bicola em 2001. Em entrevista para o canal do YouTube CastFC, o comandante revelou que entre todos os seus acessos, o do Papão foi o mais difícil. 

Em 2001, o time bicolor conquistou o título da Segundona e subiu para a elite do futebol brasileiro. No entanto, a conquista foi sofrida, no último duelo. Na ocasião, a equipe precisava ganhar do Caxias-RS para ser campeã. Contudo, o Bicola levou a virada após sair na frente por 3 a 0.

VEJA MAIS 

image Série B: Resultados da rodada ajudam e chances de queda do Paysandu não aumentam, aponta site
Segundo o Chance de Gol, a probabilidade do Papão cair à Terceira Divisão é de pouco mais de 1%.

image Serie C: em tese, cinco clubes para três vagas

image Tá no BID! Paysandu regulariza dois contratados e jogadores podem estrear contra o Ceará-CE; veja
Atletas são dois dos quatro já contratados pelo Papão na segunda janela de transferências de 2024

O resultado transferiu a decisão para Belém e deixou os jogadores abalados. Mas, com o apoio da torcida e o comando firme de Givanildo, contra o Avaí–SC, o Papão ganhou de 4 a 0. 

"Nós fizemos um jogo contra o Caxias lá [Rio Grande do Sul] e tinha outro jogo em casa e, se a gente ganhasse, já era campeão da Série B.  Nós fomos para o jogo, botamos 3 a 0, eles fizeram um e acabou o primeiro tempo. No segundo tempo, botaram um centroavante [Fábio Araújo] e o cara foi lá e fez três. Perdemos o jogo de 4 a 3", recordou o treinador. 

"Entramos no vestiário e os jogadores todos [tristes]. Eles ficaram [abalados], eu disse para juntar e falei: 'acabou aqui?' Aí teve um que disse: 'não, tem o outro jogo'. E eu falei: 'então, se a gente ganhar o jogo, nós somos campeões, vamos ganhar o jogo lá e acabou. Vamos esquecer a partir de agora e vamos pensar no nosso jogo lá, vamos decidir em casa. Passou, chegamos lá, ganhamos de 4 a 0 e foi aquela festa", lembrou o treinador. 

Na campanha, o Paysandu somou 59 pontos no total. Foram 14 vitórias, 16 empates e quatro derrotas. Vandick foi o artilheiro do time com 14 gols, seguido por Albertinho (11) e de Zé Augusto (9). 

Além desse, Givanildo ainda conquistou outros sete troféus com o clube bicolor e se tornou o técnico mais vitorioso da história do time paraense.

Ao todo, foram cinco Pazarões (1987, 1992, 2000, 2001 e 2002), uma Série B (2001), uma Copa Norte (2002), além da maior conquista do clube, a Copa dos Campeões (2002), que levou o Paysandu à Copa Libertadores de 2003. Givanildo também treinou o Remo e foi campeão estadual pela equipe.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Paysandu
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES