Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ex-Paysandu e Remo, técnico do Ituano Mazola Júnior avalia adversários: 'grupo fortíssimo'

Competição entrou na sua reta final e decidirá finalistas e os quatro clubes que disputarão a Série B em 2023

O Liberal

Após o fim da primeira fase da Série C, os dois grupos para a disputa do quadrangular final foram definidos. Um deles, o do Paysandu, que está no grupo C, ao lado de Ituano-SP, Criciúma-SC e Botafogo-PB. Comandante do Ituano, o técnico Mazola Júnior, que passou pelo futebol paraense treinando Paysandu e Remo, analisou o grupo e afirmou que será uma disputa fortíssima pelo acesso, em entrevista ao GE Itu (SP).

Adversário do Paysandu na segunda fase da Série C, Ituano rescinde com Eduardo Ramos Meio-campista tem anunciada a rescisão contratual depois de quatro meses no clube do interior de São Paulo, que vai encarar o Papão no quadrangular do acesso

Essa é a segunda vez consecutiva que o Ituano disputa o quadrangular e briga pelo acesso à Série B. No elenco o Galo possui o meia Eduardo Ramos, que conquistou o acesso para a Segundona pelo Remo e Mazola Júnior, que subiu com o Paysandu em 2014. O trinador fea a sua avaliação da chave e pontuou características dos clubes.

“Grupo fortíssimo. O Paysandu conheço bem, no último acesso eu era o treinador. No ano passado estive no Remo, seu grande adversário. O Criciúma conheço bem, treinei e é um clube tradicionalíssimo da Série B e um grande clube de Santa Catarina. E o próprio Botafogo-PB, que é uma força do nordeste. Mas nós não pensamos em termos de camisa, até porque o Ituano tem uma força muito grande no interior de São Paulo. Disputa a primeira divisão estadual, tem dois títulos do Campeonato Paulista, então vamos pensar nos jogos dentro de campo. Esperamos que não haja influência externa e vamos encarar os três jogos em busca do tão sonhado acesso”, disse Mazola.

Suspenso no primeiro jogo do quadrangular, já que foi expulso no jogo contra o Botafogo-SP, na última rodada da fase de grupos, Mazola “rodou” a equipe, dando oportunidades a outros jogadores e afirma ter um elenco forte para brigar pelo acesso.

“Trabalhamos sempre todo o grupo, aqui não há privilégio para ninguém. A oportunidade foi dada devido a várias situações que estávamos enfrentando nessa última partida, como jogadores extremamente desgastados, com risco de lesão muito alto, com dois cartões amarelos e que estavam em um momento certo para dar uma recarregada nas baterias. E mesmo não vencendo o jogo, deu para ver que o Ituano tem de 18 a 20 jogadores no mesmo nível para encarar com tudo um grupo muito forte nessa segunda fase”, falou.

Ainda não está definido o adversário do Ituano na primeira rodada do quadrangular da Séie C. Os clubes ainda aguardam a divulgação da tabela oficial por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES