Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Empresários vão à Justiça e pedem indenização do Paysandu de R$ 40 milhões pela venda de Pikachu

Informação foi confirmada pelo presidente bicolor, Maurício Ettinger. 

Caio Maia

Um grupo de empresários entrou com um processo na Justiça pedindo cerca de R$ 40 milhões em indenização do Paysandu por supostos problemas envolvendo a venda do ex-lateral direito do clube, Yago Pikachu. A informação foi confirmada pela diretoria do Papão ao Núcleo de Esportes de O Liberal nesta quinta-feira (19).

Whatsapp: saiba tudo sobre o Paysandu. Recêêêba!

Em conversa com a Redação Integrada, o presidente do Paysandu, Maurício Ettinger, disse que o clube recebeu uma notificação extra-judicial sobre o caso. Ainda de acordo com o mandatário bicolor, o departamento jurídico do Papão está colhendo informações para se posicionar oficialmente sobre o caso.

VEJA MAIS:

CBF fará visita para verificar possibilidade da Seleção Brasileira jogar na reabertura do Mangueirão
Comitiva da Confederação Brasileira deve vir em junho. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (19), pelo Secretário da Sedop, Ruy Cabral, em coletiva do Governo do Pará no estádio

Pikachu iguala números de 2021 com a camisa do Fortaleza e tem noite mágica na Libertadores
Ex-Paysandu, Yago Pikachu chegou a 12 gols marcados e oito assistências na temporada defendo o Leão do Pici

Executivo da Copa do Nordeste visita Belém e quer parceria com futebol paraense
Constantino Junior é ex-presidente do Santa Cruz e atual gestor da maior competição de clubes do nordeste. Em solo paraense promete parcerias para fomentar base e dar visibilidade ao profissional

Entenda

De acordo com informações obtidas pelo colunista Carlos Ferreira, em 2012 o Paysandu esteve próximo de negociar a venda de Yago Pikachu para um grupo de investidores. A transferência, inclusive, chegou a ser dada como certa pelo próprio jogador e pelo pai do atleta, Carlos Lisboa.

No entanto, a negociação foi travada pelo Paysandu dias depois. Na época, o Papão levantou dúvidas sobre a documentação apresentada pelos investidores e decidiu não liberar o atleta. Após o episódio, Pikachu ficaria na Curuzu por mais três temporadas, até o final do contrato com o clube de Belém, e acertaria a transferência para o Vasco, no início de 2016.

Anos após o incidente, o grupo de investidores procurou a Justiça solicitando uma indenização por parte do Paysandu. De acordo com eles, o jogador já havia assinado a transferência e, portanto, o Bicola não poderia travar o acordo.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES