Briga e ações judiciais: árbitros acusam o Paysandu de agressão no Paraense sub-20

Decisão da semifinal do campeonato paraense sub-20 terminou com pancadaria e trocas de acusações

Carlos Fellip

A semifinal do campeonato paraense sub-20 terminou em campo com a eliminação do Paysandu diante do Carajás, mas continua na esfera judicial entre os bicolores e a arbitragem da partida. O motivo foi uma briga generalizada que teria partido de atletas e integrantes da comissão técnica do Papão contra a equipe de arbitragem que estava no gramado da Curuzu.

O jogo estava empatado em 0 a 0 até aos 47 minutos do segundo tempo, quando foi marcado um pênalti a favor do Carajás. Houve muita reclamação dos bicolores no lance, mas a cobrança foi realizada e convertida por André. O gol marcado sacramentou a classificação do Pica-Pau do Outeiro e iniciou uma revolta de atletas e funcionários do Paysandu.

Em vídeo gravado por torcedores, um dos assistentes da arbitragem, Rafael Bastos Cardoso, é registrado recebendo um chute. Bastos, aliás, teria precisado receber atendimento médico por conta de uma torção no tornozelo. Também trabalharam nesta partida os árbitros Jeremias Pinheiro de Pinheiro e Newton Efraim Ribeiro Fontes.

O caso foi levado à esfera judicial tanto pelos árbitros e pelo sindicato dos árbitros, que acusam o Paysandu de agressão, quanto pela diretoria jurídica do Paysandu, que afirma que atletas do clube foram ofendidos também. Veja abaixo os posicionamentos dos lados envolvidos no caso:

ARBITRAGEM

O presidente do Sindicato dos Árbitros do Pará, Dewson Fernando Freitas da Silva, garantiu que o vídeo divulgado nas redes sociais será utilizado na ação judicial e frisou: "Contra imagens, não há argumentos".

"Foi lamentável o fato ocorrido. Não é dessa forma que as coisas são resolvidas. Jogadores e comissão técnica do Paysandu agrediram a arbitragem, com chutes. O Paysandu ainda omite uma coisa dessas. Hoje tem celular para filmar e vamos usar as imagens, que são legítimas, para que o Paysandu responda de forma exemplar pelo que fez. O Boletim de Ocorrência foi feito e já começamos a tratar do processo na Justiça. O futebol não tem mais espaço para isso. Independente de qualquer coisa - até porque todos erram -, é preciso ter respeito", disparou.

PAYSANDU

Em nota, o Papão afirmou "que a confusão começou ao final do primeiro tempo, depois que o quarteto de arbitragem não aceitou as cobranças do time bicolor, que se sentiu prejudicado e contestou as expulsões dos atletas Talles Diego, aos 35, e Everaldo Brasil, aos 44 minutos. Também foram expulsos antes do intervalo o técnico Ronaldo Couto (Nad), o auxiliar-técnico Paulo Sérgio e o fisioterapeuta Tiago Esteves, todos por reclamação."

A Polícia Militar chegou a ser acionada para o jogo, mas o clube garantiu que tinha contratado seguranças particulares e relatou xingamentos dos árbitros: Na descida para os vestiários, alguns integrantes da equipe de arbitragem ofenderam a comissão técnica e o diretor da base, Alessandro Cavalcante, com palavras de baixo calão e ainda proferiram as seguintes palavras: 'Isso aqui é uma porcaria, vocês são um bando de amador'. Em seguida, todos foram para o intervalo e a situação foi normalizada."

"O Paysandu Sport Club ressalta que não houve nenhum ato de covardia dos seus atletas. A Diretoria Jurídica do clube informa que já houve registro de boletim de ocorrência policial e tomará todas as providências necessárias. Por fim, o clube lamenta o ocorrido e é contra qualquer tipo de violência, independentemente de onde quer que parta, e já apura internamente o ocorrido para no futuro tomar as devidas providências", finalizou na nota.

FPF

A reportagem tentou contato também com o presidente da Comissão de Arbitragem da FPF (Federação Paraense de Futebol), Lucio Ipojucan, mas não foi atendida. O presidente da Federação Paraense de Futebol, Adelcio Torres, também não foi encontrado.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES