Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Projetos de esporte amador no Pará são impulsionados por meio das divulgações do jornal O Liberal

Matérias ajudam na promoção do projeto e na arrecadação de incentivos financeiros.

Caio Maia/ O Liberal

Nos 75 anos de existência, o jornal O Liberal construiu uma história de parceria e incentivo ao esporte amador no estado. Essa relação é representada pelo reconhecimento que vários esportistas e projetos sociais ganharam por meio de matérias publicadas nas edições diárias do periódico. Um exemplo disso é o karateca Daniel Lobato, morador de Benevides, que possui um centro de incentivo ao esporte no município da grande Belém.

Junto com o pai, Daniel coordena o projeto "Karatê: um caminho de educação e inclusão". Por meio do esporte, ele promove a inclusão social de crianças carentes e atletas com deficiência.

"Desde quando eu fui atleta, cheguei a receber incentivos do Governo do Estado para participar de competições. Nesse período eu comecei a guardar alguns recursos, já no intuito de criar o projeto quando eu parasse. Tenho essa vontade de ajudar os outros mostrando tudo que eu aprendi", explica Daniel.

Apesar do projeto já ser consolidado na cidade de Benevides, o karateca assume que tem dificuldades de manter a estrutura do local devido a falta de incentivos financeiros. Ele conta que o local vive de doações de amigos e pais de alunos.

"Muitas pessoas vem nos ajudar, seja na limpeza do espaço, ou na doação de copos d'água pros alunos. Além disso, a gente conversa com os pais sobre uma mensalidade do projeto. Não estipulamos valores, aceitamos qualquer quantia que a pessoa pode pagar. Nem que seja R$ 10,00 por mês. Qualquer dinheiro é bem-vindo", diz o karateca. 

O Liberal incentiva o projeto

É nesse contexto que a relação entre jornal O Liberal e o projeto de Daniel começa. Ele conta que, com a falta de incentivos financeiros, o apoio do Grupo Liberal na divulgação das atividades do curso tem se tornado fundamental para a propagação do projeto e obtenção de patrocínios.

"O jornal nos ajuda demais na visibilidade. Por meio do O Liberal, as pessoas sabem que o karatê existe em Benevides. Isso chega longe, até outros municípios do nordeste do Pará", conta Daniel.

Para manter esse legado, o karateca faz questão de guardar cada matéria publicada sobre o projeto nas edições de O Liberal. Todas elas são armazenadas em um local especial e apresentadas para os atletas no curso.

"O aluno que vem pra cá, muitas vezes, não tem perspectiva. Eu trago as matérias do jornal pra mostrar até onde o trabalho deles pode chegar. Eles sempre ficam mais motivados e dizem que o sonho é aparecer no jornal. Eles se sentem orgulhosos de fazer parte desse projeto", argumenta Daniel.

Segundo Daniel, o incentivo que o jornal O Liberal proporciona ao esporte amador é fundamental para todas as modalidades. Ele explica que estar no jornal dá credibilidade ao projeto e ajuda a mostrar o lado bom do esporte em todo o estado.

"O jornal O Liberal é necessário. Ele soma com o nosso trabalho. Se não fosse o jornal a gente continuaria no anonimato. Esse apoio é de grande importância pra todos do esporte amador", conta o karateca. 

Ginástica paraense em foco

Jhonathan foi um dos que tiveram a vida transformada pelo O Liberal (Igor Mota/O Liberal)

Outro esporte amador no estado que cresceu com a divulgação do jornal O Liberal é a ginástica. Um grupo de jovens da Vila da Barca, região periférica de Belém, teve a vida transformada após uma matéria publicada no dia 4 de setembro deste ano.

De lá, uma comunidade sobre palafitas, saiu Jhonatha Silva, 10 anos. Hoje, o jovem representa o Pará em competições nacionais e tudo isso ocorreu depois da divulgação do esporte no jornal.

"Eu guardei o jornal porque foi um momento muito importante, que nos proporcionou muitas expectativas e esperanças. Aquilo nos fez acreditar mais no potencial dos meninos e no nosso desempenho apoiando aquilo que eles amam, que é o esporte", disse Tatiane Beltrão, mãe de Jhonatha.

Assim como Jhonatha, Michel Filho, de 11 anos, teve a vida transformada após ter a história divulgada no jornal. Hoje o garoto treina no Centro Norte de Ginástica do Pará.

"Para mim é inacreditável ver que todo esforço que eu e meu filho fizemos está tendo resultados. Meu filho está bem mais esforçado de ver que muitos amigos viram ele no jornal. Ele ganhou fãs. Eu tenho dois jornais guardados, pois quero mostrar para ele um dia, quando estiver nas Olimpíadas", disse Ellen Santos, mãe de Michel.

 

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES