Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em clássico Sul-Americano, Brasil vence Argentina e vai à semifinal do Mundial de Vôlei Masculino

Equipe chega à sétima semifinal seguida da competição para enfrentar a Polônia no sábado

Luiz Guilherme Ramos

Pouco mais de um ano após a perda do bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o Brasil reencontrou um velho rival que andava engatado na garganta, desta vez pelas quartas de finais do Mundial de Vôlei Masculino. Era a chance perfeita para o Brasil devolver aos Argentinos a derrota e assim foi feito. Num clássico que faz jus à tradição, os brasileiros derrotaram a seleção vizinha, em Gliwice, na Polônia, por 3 sets a 1, com parciais de  25/16, 23/25, 25/22 e 25/21, garantindo vaga na semifinal da competição. 

Pela sétima vez consecutiva o Brasil chega em uma semifinal do Mundial. A primeira delas foi em 1998. Agora, a equipe do técnico Renan Dal Zotto terá como adversário a Polônia, que venceu os Estados Unidos por 3 sets a 2. A semifinal está marcada para o próximo sábado, às 13h, com transmissão do sportv2.

Com Lucarelli de volta ao time, recuperado de dores na panturrilha, o Brasil foi forte em quadra, impondo ritmo de jogo desde o começo, mesmo nos momentos de dificuldade e set perdido. Quem também se destacou na partida foi Leal. O ponteiro que já está em seu melhor momento com a seleção fez também o seu melhor jogo, saindo de quadra com 25 pontos, uma marca e tanto para um jogo tão decisivo. 

SAIBA MAIS

Brasil vence Irã, classifica e enfrenta a Argentina nas quartas de finais da Liga Mundial de Vôlei
A seleção masculina segue na busca pelo tetracampeonato mundial com 100% de aproveitamento nos quatro jogos até aqui


Brasil vence Qatar e avança às oitavas do Mundial de Vôlei, com 100% de aproveitamento; veja
Com a vitória, a seleção brasileira encerra a fase classificatória do Campeonato Mundial Masculino de Vôlei na primeira colocação, com três vitórias em três jogos, pelo Grupo B


 

Com um primeiro set arrasador, a seleção abriu logo 5 a 1 no placar, até a reação dos hermanos que encostaram e passaram a pressionar bastante o jogo. Com o apoio decisivo de Leal, o Brasil conseguiu manter a distância segura e abriu nova vantagem de 14 / 9, com Leal mantendo a postura ofensiva, enquanto um temporal caia do lado de fora do ginásio. Sem chances de empatar, o primeiro sete fechou em 25/16.

Na volta, a Argentina enfim suspirou em quadra, mantendo-se à frente no placar por todo set, mesmo com diferenças de pontuação bem curtas, até que Lucão fez o Brasil empatar em 12 / 12. Na segunda metade do set, os brasileiros passaram a frente no placar, abrindo 19/18. Com mais um tempo, o técnico argentino conseguiu ajustar o time e na reta final fechou em favor dos hermano, no placar de 25/23 

Com o empate em 1 a 1, o terceiro set começou equilibrado. Aos poucos o Brasil começou a se soltar em quadra, permitindo uma vantagem inicial em 6 / 3. Com a força de Leal, os brasileiros aumentaram a vantagem, enquanto Lucarelli ajudava a manter o bloqueio em dia. Os argentinos encostaram novamente, mas acabaram perdendo por 25/22.

No quarto e último set o técnico Renan Dal Zotto fez uma mudança no time e chamou Bruninho para uma troca simples com Cachopa. A mexida deu resultado e o Brasil diminuiu a vantagem adversária. Com o placar empatado em 16/16, o jogo ficou acelerado, até que o Brasil foi se afastando e finalizou o set em 25/21.

SAIBA MAIS

Brasil vence Japão com autoridade e garante vaga nas oitavas de finais do Mundial de Vôlei Masculino
O time do técnico Renan dal Zotto passou para as oitavas e praticamente selou a primeiro lugar da chave, o que é importante para os cruzamentos das próximas fases do Mundial


Brasil sofre na estreia, vira placar e vence seleção cubana na estreia do Mundial de Vôlei
Wallace foi o maior pontuador da partida, com 22 pontos; próximo jogo da seleção será contra o Japão, pelo grupo B


 

Números do jogo

Maiores pontuadores:
Leal (BRA) - 25 pontos
Bruno Lima (ARG) - 13 pontos
Wallace (BRA) - 13 pontos
Loser (ARG) - 12 pontos
Lucarelli (BRA) - 12 pontos

Pontos de ataque:
Brasil: 52 pontos
Argentina: 44 pontos

Pontos de bloqueio:
Brasil: 9 pontos
Argentina: 9 pontos

Pontos de saque:
Brasil: 6 pontos
Argentina: 4 pontos
Pontos em erros adversários:
Brasil: 31 pontos
Argentina: 27 pontos

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES