Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Presidente da Tuna assume FPF de forma interina; Graciete é a primeira mulher a liderar a Federação

Informação foi confirmada pela própria Graciete Maués

O Liberal

A presidente da Tuna Luso, Graciete Maués, reeleita no último mês, vai assumir interinamente a presidência da Federação Paraense de Futebol (FPF). A própria Graciete confirmou ao O Liberal que, na próxima segunda-feira (24), começa a trabalhar no cargo máximo do futebol paraense.

A dirigente da Tuna se torna a primeira mulher a liderar a Federação. Graciete assume o cargo pelo fato da Águia Guerreira ser a afiliada mais velha da FPF, indo contra a afirmação de Adelcio e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que defendiam que o atual mandatário permaneceria no cargo até o final.

Veja mais

Adelcio Torres afirma que convidou presidente da Tuna para assumir FPF: 'decisão minha'
Apesar disso, ex-presidente da Federação diz que medida foi apoiada no estatuto da entidade. Mandatária tunante deve ficar no novo cargo até a realização de novas eleições.

CBF se posiciona sobre ausência de eleições na FPF e apoia atual presidente
Entidade diz que apoia a avaliação em uma "disposição estatutária"

Eleições da FPF: Candidato faz acusações e propõe que Tuna assuma a presidência até o pleito
Ex-mandatário do Paysandu também quer que a Lusa conduza as eleições

Eleições suspensas

Às vésperas do pleito, a Justiça suspendeu as eleições da FPF, que ocorreria no dia 28 de dezembro do ano passado. No dia anterior à decisão judicial, a chapa do candidato Paulo Romano, então impugnada da eleição, entrou com uma ação na Justiça para voltar ao pleito.

De acordo com a desembargadora Eva do Amaral, que decidiu suspender a eleição, os motivos foram a violação da Lei Pelé, que estabelece que a comissão eleitoral que deve convocar o pleito - o próprio Adelcio foi quem o fez.

Eleição FPF: segue indefinida nova data para eleger presidente da entidade
Processo eleitoral, que seria realizado na manhã desta terça-feira (28), foi suspenso e segue com indefinição

Às vésperas do pleito, Justiça suspende eleições da Federação Paraense de Futebol
Pleito ocorreria nesta terça-feira (27)

Além disso, Adelcio publicou o edital de convocação, e logo depois inscreveu a chapa. Para Eva, o dirigente se utilizou "de informações privilegiadas para tentar ludibriar os candidatos concorrentes, violando o princípio da isonomia".

Quase um mês depois do imbróglio judicial, ainda não há data para a eleição. 

O que disseraram os candidatos sobre Graciete assumir a presidência?

Nota de Ricardo Gluck Paul:

"A instabilidade jurídica da FPF está finalmente sanada com a nomeação da Sra. Graciete Maués, presidente da Tuna Luso, como presidente da Federação. A insistência da diretoria em ficar ilegalmente no cargo estava colocando todos em risco, principalmente o contrato de patrocínio do campeonato paraense".

Nota de Paulo Romano:

"Em relação à Presidenta da Tuna, temos o maior respeito e total confiança na condução do Futebol Paraense, pois já demonstrou sua competência de gestora no comando do seu clube, e deu exemplo de como deve ser conduzida uma eleição presidencial onde pudemos ver que foi dentro de uma total transparência, que é o que sempre buscamos para ocorrer nas eleições da FPF".

A reportagem também procurou o candidato Adelcio Torres, mas não obteve respostas.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES