Pelo menos quatro jornalistas denunciam homem que enviou vídeos se masturbando

Mulheres de diferentes emissoras fizeram a denúncia

Andre Gomes

Quatro jornalistas mulheres denunciaram o envio de fotos e vídeos de um homem, que se masturba enquanto assiste a transmissões delas, na televisão. Bárbara Coelho e Lívia Torres, que são da Rede Globo, Narayanna Borges, da Globonews, e Aline Nastaria, da TNT Sports, afirmam acreditar que a mesma pessoa criou perfis falsos para assediá-las nas redes sociais.

Tanto o Twitter quanto o Instagram bloquearam as postagens e os perfis, após as denúncias das vítimas. No entanto, segundo as jornalistas, o assédio se repete por meio de outras contas. Bárbara Coelho revelou algumas das mensagens que recebeu do assediador, e ele aponta que não será preso, já que "até quem molesta mulheres nas ruas ou estupram não vão presos".

Crime

A publicação de conteúdo pornográfico sem a permissão da pessoa retratada pode ser enquadrado como crime de importunação sexual, de acordo com a lei 13.718, de 2018. A ação é definida como a prática de um ato sexual ou libidinoso sem permissão da vítima, "com o objetivo de satisfazer sua lascívia ou a de terceiro". A pena prevista é de 1 a 5 anos de prisão.

Futebol
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES