Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Parauapebas traz medalhões de Remo, Paysandu e Tuna para buscar o acesso na Segundinha 2022

Entre os destaques da equipe estão o meia Lukinha, o goleiro Axel e os atacantes Aleílson e Paulo Rangel.

Caio Maia

Pintou favorito? Pelo menos é assim que o Parauapebas começa o planejamento para a Segundinha de 2022. Com contratações badaladas, a equipe do sudeste do Pará uniu a força dos três clubes mais tradicionais do estado - Remo, Paysandu e Tuna - e montou um elenco "cascudo" em busca do retorno à elite do Parazão.

VEJA MAIS

Parauapebas fecha com cinco jogadores ex-Remo e Paysandu para a disputa da Segundinha do Parazão
Equipe está no grupo D da competição que inicia no mês de setembro

Segundinha 2022: Santa Rosa tem ex-Flamengo na diretoria e anuncia estrelas da base do Remo
Clube também passou por mudanças drásticas na identidade visual, assim como Athletico Paranaense em 2018.

Aos 36 anos, zagueiro ex-Remo assina com time de Canaã dos Carajás para disputa da Segundinha; veja
Mimica estava no Altos, por onde jogou a Série C deste ano e volta ao futebol paraense após passagem pelo Clube do Remo

Grande parte do elenco do Parauapebas é composto por jogadores jovens, com menos de 23 anos. No entanto, o Trem de Ferro soube escolher peças experientes, de todas as idades, para brigar forte pela vaga na Primeira Divisão.

Entre os mais velhos, o clube conta com o volante Kauê (ex-Tuna), o meia Lukinha (ex-Remo e Castanhal) e o goleiro Axel Lopes (ex-Castanhal). No entanto, os grandes destaques ficam no setor ofensivo. Os atacantes ex-dupla Re-Pa, Aleílson e Paulo Rangel, são a grande esperança de gols da equipe na Segundinha.

Paulo Rangel, de 37 anos, é conhecido no futebol paraense e defendeu o Paysandu em 2019. Nesta temporada, o jogador atuou pela Tuna, onde marcou nove gols em 18 jogos no Parazão e Copa do Brasil. Em seguida, rumou para o Altos-PI, clube que disputou a Série C. Lá o atacante fez seis jogos e não balançou as redes.

Já Aleílson, que também tem 37 anos, vem de uma das temporadas mais goleadoras da carreira. Após disputar o Parazão pelo Paragominas, onde fez apenas seis jogos e marcou um gol, o atacante foi para o Trem-AP. Lá o atleta marcou 15 gols em 20 partidas. O jogador é muito conhecido da torcida do Remo, clube por onde conseguiu o acesso à Série C em 2015.

Entre os jogadores mais novos, também há destaques. Erick Vieira, que disputou a Série D pela Tuna nesta temporada, é um dos contratados. No ataque, Veraldo, que disputou o Parazão pelo Remo, é outro reforço.

Técnico e dirigente conhecidos

Robson Melo é o novo técnico do Parauapebas (Matheus Vieira/ Tuna Luso Brasileira)

Para comandar a equipe, o Parauapebas apostou na experiência de Robson Melo, de 43 anos. O treinador esteve à frente do Castanhal na reta final do Parazão e durante a primeira fase da Série D. Antes disso, o técnico já tinha trabalhos de destaque pelo Paragominas e pela Tuna Luso, onde conquistou a Segundinha de 2020 e foi vice-campeão paraense em 2021.

Outro ex-Tuna que compõe a direção do Parauapebas é o executivo de futebol Vinícius Pacheco. Assim como fazia na Águia do Souza, o dirigente será o responsável pela contratação de jogadores para o clube.

O Parauapebas estreia na Segundinha, em casa, no próximo dia 11 de setembro, às 19h, contra o Sport Real, no estádio Rosenão. 

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES