Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Eleição FPF: Ricardo Gluck Paul é eleito presidente da Federação Paraense de Futebol até 2025

Ex-presidente do Paysandu assume a entidade máxima do futebol paraense ao derrotar Paulo Romano nas urnas nesta quarta-feira (29)

Pedro Cruz, Caio Maia e Fabio Will

A Federação Paraense de Futebol (FPF) já tem um novo presidente. O empresário e ex-mandatário bicolor, Ricardo Gluck Paul, da oposição, foi eleito na tarde desta quarta-feira (29) , vencendo o candidato do grupo de situação, Paulo Romano. A cerimônia de posse ocorreu logo após o fim da apuração dos votos. Ricardo venceu com 118 votos a 60.

VEJA COMO FOI A ELEIÇÃO MINUTO A MINUTO

A votação transcorreu sem grandes conflitos ao longo da quarta-feira, apesar do clima de rivalidade entre os opositores criado pelas constantes disputas judiciais que protelaram o pleito por seis meses - originalmente, a votação seria no dia 28 de dezembro de 2021.

VEJA MAIS

Eleição FPF: presidente do Remo, Fábio Bentes explica voto em Romano: 'O melhor projeto hoje'
Mandatário azulino, no entanto, reforça que também apoiará a chapa de oposição, liderada pelo bicolor Ricardo Gluck Paul, caso seja a vencedora na votação desta quarta-feira (29)

Eleições FPF: Presidente do Paysandu comenta eleições, reforços, bloqueios e venda de Pikachu; vídeo
Maurício Ettinger ressaltou que o atraso nas eleições prejudicou bastante a credibilidade do futebol paraense, além de ter citado a atual campanha do Paysandu na Série C

Eleições FPF: candidato da oposição reforça que atraso de meses prejudica futebol paraense; vídeo
Ricardo Gluck Paul, cabeça de chapa da oposição, ressalta, no entanto, que futebol paraense precisa ser levado a sério, independente do resultado nas urnas

Eleições FPF: Paulo Romano critica sistema de voto. 'Alguns filiados não estão regularizados'; vídeo
O candidato da situação questiona a manutenção do colégio eleitoral inicial, por determinação da justiça, em 126 aptos ao voto

Assim que foi iniciada a apuração dos votos o clima já era de entusiasmo entre os apoiadores de Ricardo Gluck Paul, imagem que contrastava com a torcida de Paulo Romano, bem mais acanhada. Já Graciete Maués, presidente interina da FPF ao longo dos últimos seis meses, passou a apuração sozinha, isolada em um canto do salão nobre da sede do Pará Clube.

"Eu sou do futebol, e é difícil se desvincular. Esta eleição foi muito turbulenta, ela teve muitos altos e baixos. Posso te dizer que foi uma eleição irregular, no sentido de que vários filiados que votaram não tinham legalidade para votar. Mas a gente respeita e vamos ver o que a gente pode fazer. [Sobre recorrer] Isso cabe ao nosso departamento jurídico", disse o candidato derrotado, Paulo Romano.

Currículo

Eleito e empossado, Ricardo Gluck Paul exercerá o cargo máximo do futebol paraense pelos próximos 4 anos. Formado Engenheiro de Telecomunicações pelo Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Belo Horizonte (MG), o novo presidente da FPF também é gestor empresarial (Universidade da Amazônia, Belém), possui MBA em Marketing (Estácio, Belém), MBA em Gestão do Varejo (Fundação Instituto de Administração, FIA, São Paulo) e MBA em Gestão do Ensino Superior (Estácio, Rio de Janeiro). 

Além disso, possui outras formações na área do esporte. Ele concluiu os cursos de Gestão do Futebol pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro; e de Analista de Desempenho, Análise do Jogo I, Análise do Jogo II, Tática no Futebol e Modelo de Jogo, todos pela Universidade do Futebol.

No âmbito empresarial, é dono de uma cervejaria artesanal, foi diretor de marketing da Faculdade Estádio de Sá no Pará entre 2008 e 2010 e diretor geral de 2010 a 2017.

Ricardo Gluck Paul foi presidente do Paysandu no biênio 2019-2020 e desde o ano passado exercia o cargo de presidente da Assembleia Geral bicolor.

Propostas

Confira as principais propostas da chapa 'Unir Para Mudar':

  • Resgatar a imagem da FPF perante a CBF, os filiados, os atletas, a imprensa e a Sociedade em Geral
  • Implementar o campeonato SUPER17 de futebol amador que através das ligas movimentará mais de 30 mil atletas por ano.
  • Modernizar a gestão
  • Incluir o futebol feminino e a base como eixos estratégicos do mandato.
Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES