Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Eleição do Vasco é oficialmente suspensa após nova decisão do STJ

Pleito acontece em São Januário desde 9h45 deste sábado e seria encerrado às 22h. Com isso, volta a valer as eleições marcadas para o dia 14 de novembro, de forma online

LANCE!

Uma nova decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu suspender a eleição do Vasco. O pleito acontece com a presença dos sócios em São Januário desde 9h45 deste sábado. Com isso, volta a valer as eleições marcadas para o dia 14 de novembro, de forma online.

Neste sentido, o presidente da Assembleia Geral do clube, Faues Mussa obteve um recurso no STJ e derrubou a liminar obtida por Leven Siano e Roberto Monteiro na noite da última sexta-feira, que validava a eleição com a presença dos sócios no estádio. "A primeira decisão eu cumpri. Nova decisão, e eu cumpri de novo", disse Mussa

O atual presidente do clube, Alexandre Campello analisou a decisão e atrelou a imagem de Faues Mussa à candidatura de Júlio Brant, que é representada pela cor amarela.

- Foi uma ação do presidente Mussa, que é o representante dos 'Amarelinhos', da 'Sempre Vasco' e comemoraram como se fosse um gol. Acho que isso é um desrespeito com o Vasco, com o sócio que veio aqui. Mas lamentavelmente é assim que se procede hoje. Querem decidir tudo no Vasco através da justiça - lamentou o mandatário.

O candidato Júlio Brant, da chapa 'Sempre Vasco' , comentou sobre a nova decisão da justiça. Ele fez duras críticas a confusão que foi instaurada ao longo do processo e relembrou o histórico das últimas eleições do Gigante da Colina.

- É lamentável. Mais uma vez participo de uma eleição do Vasco. Mobilizo o torcedor. Mobilizo os sócios, a base para participar de uma decisão que foi tomada às 9 da noite. O torcedor está aqui, votando. A 'Sempre Vasco' está muito bem na votação, todas as parciais mostram isso. E chega aqui e temos mais uma eleição do Vasco judiciarizada. É lamentável com o torcedor e com todos nós que participamos do processo político - disse

Além dele, o candidato Levan Siano, da chapa 'Somamos', também se pronunciou sobre a nova determinação da justiça e disse que enquanto não houver intimação oficial, o pleito terá sequência na noite deste sábado. No entanto, a votação foi interrompida com três urnas já fechadas, algo em torno de 2,5 mil votos dos mais de 9 mil que estavam aptos a votar.

- Daqui para frente a eleição continua normalmente até que haja uma intimação. Enquanto não houver intimação, os atos serão continuados, pois você precisa comunicar o efeito da decisão. Não teve nenhum tipo de comunicado oficial do Vasco, então a eleição segue normalmente - comentou.

A disputa começou de forma tranquila, mas os ânimos ficaram exaltados a medida em que as horas se passaram e as ruas do entorno do estádio foram tomadas por vascaínos. Com enormes filas, houve momentos de confusão na parte de dentro de São Januário.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES