Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Após invasão de campo em jogo contra o Corinthians, Santos pede desculpas

Peixe ainda disse que um dos torcedores envolvidos no caso era sócio do clube e afirmou que vai expulsá-lo do quadro

Aila Beatriz Inete

O último clássico paulista entre Santos e Corinthians terminou em confusão. Torcedores do Peixe invadiram o campo na partida desta quarta-feira (13), na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. Um torcedor chegou a agredir o goleiro do Timão, Cássio. Nesta quinta-feira (14), o clube alvinegro se pronunciou sobre o caso e pediu desculpas. 

O Santos disse que o clube “não pode compactuar com atitudes agressivas” e lamentou que o jogo tenha sido “palco para que vândalos travestidos de torcedores agissem como marginais”. 

O clube ainda divulgou os nomes dos torcedores que fizeram parte da invasão e disse que foram feitos boletins de ocorrência. Além disso, a diretoria disse na nota que as possíveis punições financeiras ao time, por conta deste caso, serão cobradas aos envolvidos na justiça. 

VEJA MAIS 

Torcedor invade campo e agride goleiro Cássio, do Corinthians, em partida contra o Santos
Mesmo sendo pego de surpresa, Cássio conseguiu se defender e o torcedor caiu no gramado, sendo contido pelos seguranças

‘Inaceitável’, diz perfil do Corinthians sobre agressão a Cássio; Santos ainda não se pronunciou
Entretanto, atacante do Peixe defende goleiro do rival; Timão diz que cobrará "medidas e punições cabíveis"

Os torcedores envolvidos na invasão prestaram depoimento e vão responder ao processo em liberdade. Eles foram autuados no artigo 41-B do Estatuto do Torcedor, que fala sobre “praticar ou incitar a violência, ou invadir local restrito aos competidores em eventos esportivos". Se condenados, eles podem pegar uma pena de até dois anos. O único acusado que pode ter uma punição maior é o que agrediu Cássio. 

Na partida, o Santos ganhou do Corinthians por 1 a 0, mas como havia sido derrotado por 4 a 0 no jogo de ida, acabou eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil. 

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES