Prazo para pagar IPTU com 10% de desconto vai até 10 de fevereiro

É possível também parcelar o imposto em 10 vezes, com a primeira parcela vencendo mês que vem

Abílio Dantas

Os contribuintes de Belém tem até o dia 10 de fevereiro para pagar o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) em cota única, para ter direito a 10% de desconto. Já a segunda oportunidade para o pagamento na mesma modalidade, com desconto a 7%, vai até 10 de março. É possível também parcelar o pagamento em 10 vezes, com a primeira parcela vencendo em 10 de fevereiro.

De acordo com a Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), os carnês digitais do IPTU já estão disponíveis no site do órgão desde o dia 10 deste mês. Os documentos físicos, no entanto, “estão em fase final de impressão e estarão nas residências até o final de janeiro”, afirma a assessoria de comunicação da Sefin.

Todas as pessoas que pagaram o IPTU do ano passado, dentro do exercício de 2019, têm garantido o desconto de 25% para este ano, automaticamente. Isso significa que, somado com a cota única, esse desconto pode chegar a 35%.

Com pressa para pagar o imposto na primeira oportunidade, e “ficar logo livre” da dívida, o aposentado Raimundo Rodrigues pegou os comprovantes de seus pagamentos anteriores e foi para o posto da Sefin, localizado na praça das Mercês, na Cidade Velha. Porém, ao chegar no balcão de informações, foi informado que os carnês só estarão disponíveis presencialmente a partir de 5 de fevereiro. “Foi o que me disseram. E também falaram que já está na internet, o que eu não sabia. Acredito que está existindo problemas de comunicação entre a Prefeitura e a população. Eu decidi vir aqui hoje porque me disseram que eu já poderia pegar”, reclama.

Em 2019, Raimundo acabou pagando o tributo atrasado, por falta de planejamento, por isso quer tomar todo cuidado possível para não cair no mesmo erro. “Eu esqueci de pagar e não recebi nenhum tipo de aviso. Penso que a Prefeitura deveria criar mecanismos mais eficientes para que a gente fosse avisado quando esquecesse, já que muitas vezes não é por má fé. Nós queremos cumprir com as nossas obrigações”, afirma. Já também aposentada Carmem Vieira foi ao prédio público para resolver uma pendência de 2018. “Em 2019, paguei tudo direitinho, mas depois descobri que esqueci de pagar o de 2018, e agora estou tentando resolver”.

O empregado de uma empresa imobiliária, Helder Moraes, diz que o período de pagamentos do IPTU é um dos mais difíceis para ele e sua equipe, pois precisam organizar a situação de todos os imóveis de propriedade da empresa e informar aos compradores. “Nessa época, tenho muita dor de cabeça, mas procuro me antecipar. Assim como muitos aqui, também não sabia que o carnê já estava disponível na internet”, afirma.

Em 2019, quase metade dos contribuintes de Belém terminaram o ano inadimplentes com o imposto. Com a inadimplência de 48%, foram arrecadados R$ 184 milhões desse tributo.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!