Ministério da Agricultura institui Programa Emergencial de Reconstrução do agro do RS

O programa tem o objetivo de auxiliar no restabelecimento das atividades agropecuárias. O PerSul entrou em vigor hoje e terá validade até 31 de dezembro deste ano.

Estadão Conteúdo / Isadora Duarte
fonte

O Ministério da Agricultura instituiu nesta quarta-feira, 29, o Programa Emergencial de Reconstrução do Agronegócio do Rio Grande do Sul (PerSul), conforme portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU). O programa tem o objetivo de auxiliar no restabelecimento das atividades agropecuárias. O PerSul entrou em vigor hoje e terá validade até 31 de dezembro deste ano.

As ações do PerSul serão lideradas pelo gabinete itinerante do Ministério da Agricultura no Estado e vai transitar entre os municípios afetados pelas fortes enchentes que atingiram o Estado. O programa terá dez eixos de atuação: estradas vicinais; defesa agropecuária; assistência técnica e extensão rural; insumos agropecuários; financiamento ao setor agropecuário; seguro rural; monitoramento e comercialização de safra; reparação de instalações físicas do Ministério da Agricultura; estratégia de comunicação e integração institucional; e transparência e controle social. Além das secretarias da pasta, a Embrapa também estará envolvida na coordenação do PerSul.

VEJA MAIS

image Mais de 20 toneladas de donativos do governo do Pará chegam ao Rio Grande do Sul
O veículo saiu do Pará no último dia 20 de maio, carregado de itens como pacotes de água mineral, alimentos, itens de higiene, roupas e ração para animais

image Prejuízos por tempestades no RS sobem para R$ 11 bi, diz CNM; no agro, perdas somam R$ 3,4 bi
Os dados são da Confederação Nacional dos Municípios

image Após prejuízo causado por enchentes no RS, produção de soja do Pará não é capaz de abastecer o país
A Conab estima que a produção de soja no país fique em 147,6 milhões de toneladas em 2023/2024, 4,5% a menos que na safra anterior

As secretarias do Ministério apresentarão o cronograma das atividades a serem desenvolvidas em cada eixo, seus objetivos e análise de custos. O gabinete itinerante, coordenado pelo secretário executivo do Ministério, deverá apresentar o relatório do PerSul ao Ministério 45 dias depois da sua atuação.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA