Justiça de SP impede venda de área comercial da Embraer para Boeing

Decisão é tomada em ação movida por quatro deputados federais petistas

Reuters

A Justiça Federal de São Paulo concedeu liminar em ação popular que impede que o conselho de administração da Embraer tome qualquer decisão que permita a separação da área comercial da empresa para formar uma joint venture com a Boeing.

A decisão do juiz Victorio Giuzio Neto, obtida na íntegra pela Reuters, foi tomada em ação movida por quatro deputados federais petistas que defendiam a suspensão imediata das tratativas entre a Embraer e a Boeing para a criação da nova companhia.

Economia