Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

UFPA realiza Colóquio Internacional 'José Saramago: palavra, pensamento, ação'

A curadoria do evento é de Carlos Reis, professor da Universidade de Coimbra e comissário para o Centenário de José Saramago

O Liberal

A Universidade Federal do Pará (UFPA) realizará, entre os dias 22 e 24 de agosto, o Colóquio Internacional “José Saramago: palavra, pensamento, ação", no Centro de Eventos Benedito Nunes (CEBN), em Belém. O evento integra as celebrações do Centenário de José Saramago na UFPA e a programação oficial da Fundação José Saramago. A entrada será franca até o limite de lotação do auditório. Não haverá necessidade de inscrição prévia e u evento contará com acessibilidade em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O objetivo do projeto é discutir o legado de José Saramago, único escritor de língua portuguesa agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura. O Colóquio reunirá em Belém convidados internacionais, nacionais e locais. A curadoria é de Carlos Reis, professor catedrático da Universidade de Coimbra e comissário para o Centenário de José Saramago, com co-curadoria de Simone Neno e de Germana Sales, pesquisadoras da UFPA. Apoiam a iniciativa a Embaixada de Portugal no Brasil, o Vice-Consulado de Portugal em Belém, a Fundação José Saramago, o Camões - Instituto da Cooperação da Cultura e da Língua de Portugal, a Cátedra João Lúcio de Azevedo (Camões, I.P. | UFPA), a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) e o Grupo Paraense de Decoração (GPD).

Para o reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho, o Colóquio Internacional "será uma grande celebração da Literatura em língua portuguesa e do pensamento de José Saramago, um autor atento aos desafios do mundo contemporâneo na construção de sociedades justas, igualitárias e que respeitem os direitos humanos”.

Programação

A abertura do Colóquio ocorrerá às 16h no dia 22 de agosto, com apresentação da Orquestra Sinfônica Altino Pimenta, da Escola de Música da UFPA, sob a regência do maestro Miguel Campos Neto e da maestra Cibelle Donza, com participação da solista Dayse Addario.

Na sequência, será composta a mesa oficial de abertura com as presenças do reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho; do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues; da vice-cônsul de Portugal em Belém, Maria Fernanda Pinheiro; da presidenta da Fundação José Saramago, Pilar del Río; e do curador do Colóquio, Carlos Reis.

A partir das 17h, haverá a conferência “José Saramago: a ficção como lugar de resistência”, proferida por Carlos Reis, com apresentação de Germana Sales, professora da UFPA e cocuradora do evento. No final do primeiro dia, também haverá o lançamento e sessão de autógrafos do livro Literatura e Compromisso. Textos de doutrina literária e de intervenção social, de José Saramago, com seleção, introdução e notas de Carlos Reis, coedição da Editora da UFPA (ed.ufpa) e da Fundação José Saramago.

No segundo dia do evento, 23 de agosto, os participantes poderão acompanhar, às 9h30, a palestra “Todos os Nomes: uma lição da nova história”, proferida por Teresa Cristina Cerdeira da Silva, professora titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com apresentação de Carlos Reis (Universidade de Coimbra/Fundação José Saramago).

A primeira mesa-redonda, às 10h30, com o título “Saramago para quê?”, será coordenada pela professora da UFPA, Juliana Maia de Queiroz, e reunirá especialistas nacionais e locais: Pedro Fernandes, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Maria Luiza Scher Pereira, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); e Tânia Maria Pereira Sarmento-Pantoja, da UFPA.

No período da tarde, às 15h, a segunda mesa-redonda, “Leituras Plurais de Saramago”, coordenada pelo professor da UFPA, Fernando Maués, apresentará múltiplas perspectivas da obra de Saramago com as participações de Maria Lucilena Gonzaga, da UFPA; Mauro Dunder, da UFRN; Amarílis Tupiassú, da UFPA e da Universidade da Amazônia; e Aldrin Moura de Figueiredo, da UFPA.

Para encerrar o segundo dia do evento, Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago, fará a conferência “Os sonhos de Saramago”, com a apresentação do reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho. A conferência de Pilar será seguida do pré-lançamento nacional e sessão de autógrafos da edição brasileira do livro A intuição da ilha - os dias de José Saramago em Lanzarote, escrito durante a pandemia. A obra é uma publicação da Companhia das Letras. Além da autora, participará desse momento Luiz Schwarcz, fundador e diretor da Companhia das Letras.

No dia 24 de agosto, às 9h, haverá uma conversa com os editores Luiz Schwarcz, da Companhia das Letras, e Plinio Martins Filho, da Editora da Universidade de São Paulo (Edusp), com a mediação de Simone Neno, coordenadora editorial da e.ufpa e cocuradora do evento.

O encerramento ocorrerá às 11h com a conferência “A procura do outro: lições de cidadania ativa”, de Lilia Schwarcz, historiadora, antropóloga e professora sênior da Universidade de São Paulo (USP), com apresentação de Pilar del Río.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA