Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Rock in Rio lança seu primeiro podcast, SHE ROCKS, para ampliar a voz das mulheres na música

Luísa Sonza é a primeira artista convidada

Bruna Lima

Depois de apresentar um dia exclusivamente dedicado às mulheres nos principais palcos do festival, a organização do Rock in Rio, anuncia o lançamento de seu primeiro podcast, o SHE ROCKS, realizado em parceria com a TIM. Neste espaço que será exclusivamente feminino, o festival promoverá semanalmente, todas as terças-feiras, conversas entre mulheres inspiradoras de diversas áreas da cena musical, entre elas artistas, compositoras e profissionais técnicas.

VEJA MAIS

Rock in Rio: espaço dedicado à Amazônia tem shows e exposições 360º com um barco-aparelhagem
NAVE: projeto sob direção artística de Roberta Carvalho e direção musical de Aíla, estimulará mais de 100 mil pessoas esperadas para o evento, a refletirem sobre a Amazônia, com exposições audiovisuais, shows inéditos de artistas do Norte do país

Quanto custa o ingresso do Rock in Rio 2022? Confira os dias, valores, atrações e shows solo
O festival mais esperado do Brasil acontece nos dois primeiros finais de semana de setembro; saiba mais

Rock in Rio 2022 esgota 700 mil ingressos
Não tem mais ingresso à venda para a edição 2022.

O primeiro episódio já chegou e as convidadas da estreia são Roberta Medina e a cantora Luisa Sonza. Dentre as próximas participantes, o SHE ROCKS receberá Bia Ferreira, cantora, compositora, multi-instrumentista e ativista brasileira; Guta Braga, criadora da MCT, co-criadora e apresentadora do FastForward Podcast; Erika Lôbo, compositora e produtora musical, além de outras artistas.

Os episódios do SHE ROCKS serão comandados por Gaía Passareli e Renata Simões, que recebem as convidadas para falarem sobre carreira, preconceitos, desafios, conquistas, fãs, shows e tudo o que permeia atuar na indústria da música.

O projeto nasce da observação de diversos dados relativos à representatividade da mulher na indústria da música, como o fato de que, segundo a União Brasileira de Compositores, em 2021, as mulheres receberam apenas 9% do total distribuído em direitos autorais no país e esse é só um exemplo de indicador que mostra como um grande caminho de transformação na indústria ainda precisa ser percorrido. E por isso, a importância de se abrir espaço para a voz das mulheres na música.

 

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA