Objetos e áudios de Epaminondas Gustavo serão doados para o Museu Judiciário Estadual

A ação será celebrada no Dia Internacional do Riso, nesta quarta (18), com uma vasta programação

Bruna Lima
fonte

O Tribunal de Justiça do Estado vai celebrar o Dia Internacional do Riso, nesta quarta (18), com recordações, homenagens e preservação da história com objetos do juiz Cláudio Rendeiro, que se revelou como um importante comediante no estado do Pará com seu personagem Epaminondas Gustavo. A programação ocorrerá das 15h às 18h, no Museu Judiciário Estadual. O magistrado e comediante morreu vítima da Covid-19, em janeiro de 2021.

O evento “Claudio Rendeiro: Trajetória, Memórias e Saudade” traz uma programação diversa que envolve a assinatura do Termo de Doação de Acervo de mais de 1.500 áudios pertencentes ao juiz e artista, além de roupas e objetos das suas apresentações, que passarão a fazer parte da memória do Judiciário.

VEJA MAIS 

[[(standard.Article) Internet: Encontro de Felizmunda com Epaminondas Gustavo ]]

image O Adeus a Cláudio Rendeiro e seu 'Epaminondas Gustavo'

Participará da assinatura a presidente da Comissão de Gestão Documental e da Comissão de Gestão da Memória, desembargadora Rosi Maria Gomes de Farias.

Allan Roffé e Geraldo Wellington vão apresentar “causos” e músicas que foram feitas com o personagem Epaminondas Gustavo, para que o público possa recordar um pouco das piadas do comediante. Terá também uma homenagem feita em vídeo e que contará com a apresentação da juíza do trabalho, Vanilza Malcher, a chefe do Serviço de Museu e Documentação, Leiliane Rabelo, e do diretor do Departamento de Documentação e Informação, Claikson Duarte.

Ainda dentro da programação terão duas rodas de conversa, uma delas com o tema “O Juiz Cláudio Henrique Lopes Rendeiro”, tendo como mediadora a pedagoga aposentada do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), Silvia Nádia Machado, que atuou na Vara de Execuções Penais e como assessora técnica do Programa Começar de Novo ao lado do magistrado.

E a outra roda “A Cultura paraense e a Lei nº 14/2021 - Dia Estadual do Riso”, que terá como mediador o deputado estadual Dirceu Caten, além de arte, cultura e entretenimento com a apresentação de diversos artistas locais, como Salomão Habib, Ly Rabelo, Dimi da Viola e Adriana Catarina de Carvalho de Paiva.

O linguajar carregado no "r" e com o sotaque "afrancesado" se tornou um dos principais atrativos do personagem, criado pelo juiz Claudio Rendeiro. Existem dois momentos marcantes do personagem na vida do artista. O primeiro é quando ele consegue introduzir o Epaminondas em palestras promovidas pelo Tribunal de Justiça do Estado. O segundo momento, já em 2013, quando ele faz uma brincadeira por meio de áudio de whatsapp e a sonora viraliza. A partir disso, Cláudio Rendeiro passou a se dividir de forma mais intensa e ganhou o público.

Palavras-chave

Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA