Novos comunicadores para uma comunidade em expansão dos games

Comunidade de gamer tem influenciadores para comentar sobre novidades, E-Sports e cenário atual

Vito Gemaque

A criação de uma comunidade gamer requer também a existência de comunicadores que avisem os interessados sobre as novidades, analisem lançamentos, comentem e emitam opiniões para nortear o público. Neste espaço o jovem João Gabriel Souza, de 30 anos, é uma das novas vozes nos E-sports paraense. João é conhecido pela cobertura e transmissão ao vivo do jogo Free Fire, que arrebanha multidões pelo mundo e tem distribuído premiações cada vez maiores. Formado em licenciatura em Biologia, João Gabriel começou a se profissionalizar no Youtube há pouco tempo, mas já vê os resultados ocorrendo.

Leia também: Games geram espaço e visibilidade para talentos amazônicos

“Comecei fazendo live de games de celular que é mais acessível para as pessoas por serem jogos portáteis. Indicaram um jogo Last Day, que é um jogo de sobrevivência com RPG, e fiz uma live, até que o público pediu para jogar Free Fire, para jogar com as pessoas por causa dos inscritos e foi quando cresceu a audiência”, conta. No início do ano João participou na equipe que apresentou e narrou as finais de Free Fire exibidas pelo portal OLIBERAL.COM na disputa entre seis equipes paraenses. Gabriel continua trabalhando na transmissão do campeonato paraense de Free Fire.

O estudante de jornalismo Daniel Gomes, de 23 anos, já sabe que quer se especializar na cobertura de E-sports. Atualmente, ele colabora com alguns sites especializados de fora, ainda sem receber nenhuma remuneração. "Gosto de escrever, sou formado em outro curso de ensino superior, agora estou focado em Jornalismo. Seria legal trabalhar como estou querendo, com o que gosto mesmo, quero estudar as possibilidades, para reacender a minha chama e treinar minhas habilidades", declara.

O estudante de jornalismo Daniel Gomes pretende se especializar na cobertura de E-Sports. (Arquivo Pessoal)

Para o streamer João, é necessário incentivar mais produtores de conteúdo da região da comunidade para fortalecer os games e os E-sports locais. Na avaliação dele, quanto mais pessoas falarem sobre o assunto na internet, maior será a oportunidade e os investimentos em um futuro breve ao se concretizar um mercado para um grande público. “Deveriam ter mais pessoas criando conteúdos, se tivesse mais pessoas criando conteúdo teria mais publicidade, abririam olhos de alguns investimentos. Sem ter algo para apresentar acaba fechando o mercado”, entende.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA